1 evento ao vivo

Regulamento, elencos e momento do Brasil... Tudo que você precisa saber sobre o Sul-Americano Sub-20

Competição, que dará quatro vagas para a Copa do Mundo da categoria, que será realizada na Polônia, e três para os Jogos Pan-Americanos, no Peru, terá início nesta quinta-feira

16 jan 2019
08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A maior competição de base da América do Sul vai começar. Na próxima quinta-feira, a bola vai rolar para o começo do Sul-Americano Sub-20, que vai dar quatro vagas para a Copa do Mundo da categoria, que será realizada na Polônia, em maio, e três para o Pan-Americano, tendo o Peru como país-sede, que começará em julho.

O LANCE! prepara um resumo de todos os detalhes que cercam o torneio, que vai ser realizado no Chile, desde os estádios à fórmula de disputa. O primeiro jogo da Seleção Brasileira será no próximo sábado, diante da Colômbia, às 18:10 de (Brasília)

Regulamento
A competição será baseada em dois grupos com cinco seleções, que foram sorteadas em um evento da Conmebol em novembro do ano passado. Dessas nações, que se enfrentam em fórmula de pontos corridos em jogos de ida, se classificam para a segunda fase as três melhores colocadas de cada grupo.

A segunda fase vai reunir as seis melhores seleções do torneio. Em outra disputa através de pontos corridos com todas as equipes se enfrentando em jogos de ida, as quatro primeiras garantem vaga para a Copa do Mundo Sub-20 e as três primeiras para o Pan-Americano - caso o Peru termine entre os quatro primeiros, a vaga do Pan irá para a outra seleção, já que os jogos serão realizados em Lima.

Estádios
Ao todo, são três estádios e três cidades diferentes envolvidas no torneio. O destaque fica para o Estadio El Teniente, em Rancagua, que vai receber todos os jogos do Grupo A, chave que o Brasil está localizado, e da fase decisiva do torneio. Confira todos os estádios e suas respectivas capacidades.

Estadio El Teniente (Rancagua) - 13.489 torcedores
Estadio La Granja (Curicó) - 8.278 torcedores
Estadio Fiscal (Talca) - 16.000 torcedores

Os Grupos
Grupo A: Chile, Colômbia, Brasil, Venezuela e Bolívia
Grupo B: Uruguai, Paraguai, Argentina, Equador e Peru

Competição será realizada no Chile (Foto: Divulgação/Conmebol)
Competição será realizada no Chile (Foto: Divulgação/Conmebol)
Foto: Lance!

Liderados por Neymar, último título da Seleção Brasileira na competição foi em 2011 (Foto: AFP)

Maiores campeões
Brasil - 11 títulos conquistados (1974, 1983, 1985, 1988, 1991, 1992, 1995, 2001, 2007, 2009 e 2011)
Uruguai - 8 títulos conquistados (1954, 1958, 1964, 1975, 1977, 1979, 1981 e 2017)
Argentina - 5 títulos conquistados (1967, 1997, 1999, 2003, 2015)
Colômbia - 3 títulos conquistados (1987, 2005 e 2013)
Paraguai - 1 título conquistado (1971)

Choque com a temporada européia
O torneio, por ser realizado no começo do ano, vai bater de frente com a maioria dos campeonatos pela Europa, que estão chegando em um estágio de decisão, o que resulta em muitas seleções desfalcadas, já que muitos clubes não concordam em liberar seus jogadores, que, por consequência, perderiam rodadas decisivas dos respectivos torneios.

A própria Seleção Brasileira sofre com isso. Vinicius Junior, Paulinho, Matheus Cunha e Mauro Júnior, quatro jogadores utilizados com frequência pelo treinador Carlos Amadeu nos últimos amistosos, já que não foram liberadores por, respectivamente, Real Madrid, Bayer Leverkusen, RB Leipzig e PSV, que não querem perder esses jogadores na atual conjuntura da temporada.

Apesar de muitos desfalques, o Sul-Americano vai reunir muitos jogadores promissores e que, apesar da pouca idade, já são importantes para as suas respectivas equipes. Esses fatores comprovam que o futebol da América do Sul é um dos que mais forma atletas para o contexto do futebol mundial na atualidade.

Quem vem forte?
Argentina e Uruguai largam na frente por resultados positivos já que possuem, no papel, as maiores qualidades técnicas do torneio, com duas gerações com nomes que devem ser aproveitados em breve na equipe profissional. O futebol não é uma ciência exata e, por consequência, tudo pode acontecer, mas essas duas equipes largam, em teoria, na frente por uma vaga no Mundial.

Além dessas, outras seleções também chegam com bons destaques e podem conseguir a classificação. São os casos de Brasil, Colômbia, Chile, Venezuela e Paraguai, que, mesmo com a qualidade individual de alguns jogadores, ainda esbarram em alguns problemas coletivos, mas prometem fazer um bom torneio.

Rodrygo é uma das esperanças do Brasil (Foto: Ivan Storti/Santos)

E o Brasil?
Mesmo com alguns desfalques, a Seleção Brasileira compactua com a expectativa de se garantir na próxima Copa do Mundo. A geração possui nomes que já se destacam na categoria profissional e, apesar de ainda não ter encontrado um jeito padronizado de jogar com o treinador Carlos Amadeu, larga como um dos destaques da competição.

Além do desejo pela classificação para a Copa do Mundo Sub-20 e os Jogos Pan-Americanos, o Brasil busca superar a última campanha nas Eliminatórias da categoria. Em 2017, apesar de contar com Lucas Paquetá, David Neres e Richarlison, a canarinho foi eliminada na segunda fase, quando terminou na quinta colocação, com seis pontos conquistados.

O principal destaque da equipe canarinho fica na conta de Rodrygo, do Santos. O atacante de 18 anos, que já está negociado com o Real Madrid, é uma das esperanças da Seleção Brasileira de conseguir uma boa campanha. A convocação se dá basicamente por atletas que atuam em solos tupiniquins. Confira a lista completa:

Goleiros: Gabriel Brazão (Cruzeiro), Hugo Souza (Flamengo) e Phelipe Megiolaro (Grêmio)
Defensores: Emerson (Atlético-MG), Vitinho (Cercle Brugge-BEL), Vitão (Palmeiras), Thuler (Flamengo), Lucas Ribeiro (Vitória), Walce (São Paulo), Luan Cândido (Palmeiras) e Carlos Augusto (Corinthians)
Meio-campistas: Gabriel Menino (Palmeiras), Igor Gomes (São Paulo), Luan Santos (São Paulo), Marcos Bahia (Estoril-POR), Gabriel Furtado (Palmeiras), Tetê (Grêmio) e Ramires (Bahia)
Atacantes: Toró (São Paulo), Lincoln (Flamengo), Rodrygo (Santos), Papagaio (Palmeiras) e Marquinhos Cipriano (Shakhtar Donetsk-UCR)

Jogos do Brasil na primeira fase
Colômbia x Brasil - 19 de janeiro - Estadio El Teniente - 18:10 (de Brasília)
Brasil x Venezuela - 21 de janeiro - Estadio El Teniente - 20:30 (de Brasília)
Chile x Brasil - 23 de janeiro - Estadio El Teniente - 20:30 (de Brasília)
Brasil x Bolívia - 25 de janeiro - Estadio El Teniente - 18:10 (de Brasília)

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade