0
Logo do São Paulo
Foto: Marcos Bezerra / Futura Press

São Paulo

Reffis fica mais vazio, mas Maicosuel faz treino à parte e não deve jogar

Dos dez desfalques do São Paulo na última partida, sete treinaram na manhã desta sexta, mas o atacante ainda realiza fortalecimento físico e é improvável sua utilização no domingo

16 jun 2017
12h51
atualizado às 14h36
  • separator
  • comentários

No primeiro treino do São Paulo depois da volta de Recife, os titulares deram apenas voltas no gramado. Mas Rogério Ceni pôde comemorar a volta da maioria dos reforços vindos do Reffis, como esperava, tendo dúvidas maiores apenas com Maicosuel.

O atacante, que ficou fora dos dois últimos jogos e atuou apenas o primeiro tempo contra o Vitória, na semana passada, dificilmente estará em campo neste domingo, contra o Atlético-MG, seu antigo clube. A comissão técnica prefere fazer um fortalecimento físico com Maicosuel em vez de colocá-lo apressadamente em campo, sob risco de sofrer lesão muscular - ele se queixa de dores no púbis.

Por isso, enquanto os jogadores realizaram quase duas horas de treinamento técnico no gramado, Maicosuel fazia trabalho à parte com o preparador físico José Mário Campeiz, com exercícios leves com bola. Segundo o São Paulo, ele até tem condições de jogo, mas adota-se cautela com o jogador, que completa 31 anos de idade nesta sexta-feira.

O que dá a Ceni a opção de não usar o camisa 7 são exatamente os reforços que ganhou, e não apenas vindos do departamento médico. O zagueiro Rodrigo Caio retornou da Austrália, onde esteve com a Seleção Brasileira, e só correu com os titulares. Já o meia Cueva, de volta da seleção peruana, não só treinou normalmente como se destacou com sua movimentação. Deve ser titular novamente.

No treino técnico envolvendo apenas reservas, quem saiu do Reffis para trabalhar normalmente foram o goleiro Denis (tendinite no ombro esquerdo), os laterais Bruno (entorse no joelho esquerdo) e Buffarini (estiramento na coxa direita) e os volantes Thiago Mendes (entorse no joelho direito) e Araruna (teve estiramento na coxa esquerda há dois meses). É provável que todos estejam à disposição para o fim de semana.

Já os titulares fizeram trabalho mais leve por conta da maratona de jogos atualmente. A comissão técnica já tinha liberado todos da obrigação de treino físico no Recife nessa quinta-feira, dia seguinte ao empate por 0 a 0 diante do Sport, e deve forçá-los mais em atividade fechada à imprensa, na manhã deste sábado, quando Ceni definirá a escalação para o jogo contra o Atlético-MG.

Continuam no Reffis somente o atacante Morato, que passou por cirurgia no joelho direito e só deve voltar a jogar em 2018, e o volante João Schmidt, que já acertou para defender Atalanta, da Itália, no segundo semestre, e agora fica fora dos jogos por entorse no joelho esquerdo.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade