3 eventos ao vivo

Questão física foi ponderada por técnico do Guarani após derrota

Felipe Conceição analisou que surto de Covid-19 teve influencia direta no momento que o Bugre nutria chances de acesso

21 jan 2021
17h32
atualizado às 17h32
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Depois do Guarani perder por 2 a 1 para o Vitória na última quarta-feira (20), a equipe campineira não tem mais chances matemáticas de chegar ao G4 e, consequentemente, voltar a elite do futebol nacional. Entretanto, o técnico Felipe Conceição entende que houve uma grande influência externa da Covid-19 nas condições da equipe em brigar pelo acesso.

Felipe Conceição em entrevista coletiva (Divulgação/Guarani)
Felipe Conceição em entrevista coletiva (Divulgação/Guarani)
Foto: Lance!

Para o treinador do Bugre, além do aspecto objetivo de não poder contar com ao menos 17 jogadores pensando no período necessário de isolamento, ele ponderou que a baixa física desses nomes prejudica, principalmente, na reta final dos confrontos.

- Não é só o fato de pegar Covid e afastar por 10 dias. No retorno o atleta precisa de um tempo para se recondicionar. O Marcelo sentiu no segundo tempo, o Sávio também. São exemplos que ficam, de atletas que apesar da dificuldade que passaram, estão se doando, tentando levar da melhor maneira possível na reta final - disse Felipe, agregando sobre essas questões relacionadas especificamente a partida diante do Vitória:

- Não tenho dúvidas, no primeiro tempo, enquanto a gente estava com perna, com recuperação da parte física, controlamos o jogo, fomos superiores ao Vitória. Não merecíamos o gol tomado e no segundo tempo, ficar com um homem a menos dentro desse cenário, traz um desgaste ainda maior.

O penúltimo desafio do Alviverde de Campinas na Série B do Brasileirão será em Santa Catarina contra o Avaí, às 18h30 (horário de Brasília) no próximo sábado (23).

Veja também:

Veja os números dos principais nomes do Flamengo na campanha do octa!
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade