0

Querido pelo elenco, Valentim assume para tentar criar 'sombra' em Mano

Auxiliar da comissão técnica fixa do clube pode ter sua maior sequência no comando do Palmeiras para não deixar o treinador do Cruzeiro ser o único candidato à vaga de Cuca

15 out 2017
08h02
atualizado às 08h02
  • separator
  • 4
  • comentários

Mano Menezes, técnico do Cruzeiro, é o preferido, com folga, para assumir o Palmeiras em 2018. Enquanto o futuro do gaúcho permanece incerto, dentro do próprio Verdão um candidato terá a chance de criar uma certa "sombra" sobre o favorito: Alberto Valentim. Membro da comissão técnica fixa do clube, o auxiliar assume interinamente a partir deste domingo, às 17h, contra o Atlético-GO, pela 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Querido pelo elenco, Valentim é o interino no Verdão
Querido pelo elenco, Valentim é o interino no Verdão
Foto: Divulgação / Lance!

No sábado, o presidente Maurício Galiotte repetiu que Valentim é o atual técnico. Esta, porém, foi apenas uma estratégia para não falar nos nomes cotados para substituir Cuca, que saiu sexta. Mano é um sonho antigo de Alexandre Mattos e tem contrato só até dezembro com o clube mineiro. Com o treinador disposto a trabalhar em um time que tenha condições de brigar pelos principais títulos de 2018, o Verdão torna-se o candidato ideal.

Mas Valentim nunca escondeu que deseja virar treinador, especialmente depois de ter saído do Palmeiras para tentar a carreira no Red Bull, durante o Paulistão. Após não conseguir se classificar no Estadual, Alberto passou um mês na Itália trocando ideias. Foram 15 dias assistindo à rotina de trabalho na Roma, onde teve reuniões com o técnico Luciano Spaletti, e outros 15 na Udinese.

O interino palmeirense conversou sobre métodos de treino e rotina de trabalho com Spaletti, até receber o convite de Cuca para fazer novamente parte de sua comissão técnica. Quando o auxiliar voltou, a ideia no Palmeiras era moldá-lo com o então comandante para que ele fosse o sucessor, no fim do ano que vem.

Só que os planos mudaram, e Valentim não é o principal candidato ao cargo no momento. A seu favor, ele tem a boa relação com o elenco, que na maioria gosta do interino. Mesmo com Cuca, Alberto comandava treinos e participava diretamente da metodologia de trabalho. Até parte da torcida vê com bons olhos sua efetivação.

Com apenas dois treinos, Alberto Valentim não deve fazer grandes mudanças na escalação para enfrentar o Atlético-GO - Mayke volta de suspensão e reassume a lateral direita. Guerra e Borja, ao menos nesta rodada, devem continuar no banco de reservas.

Esta será a quinta passagem de Alberto como interino no Palmeiras - até agora, são 11 jogos pelo clube (seis vitórias, um empate e quatro derrotas), contando um que substituiu Cuca, suspenso. Desta vez, ele terá os mesmos 11 jogos até o fim de Brasileiro. Sua meta será levar o time à fase de grupos da Libertadores. E, se possível, criar uma dúvida nas cabeças de Maurício Galiotte e Alexandre Mattos sobre o comandante de 2018.

Lance!
  • separator
  • 4
  • comentários
publicidade