0

Quem foi bem? Quem foi mal? L! analisa os 'Flas' montados por Abel

Abel Braga respeitou planejamento e utilizou dois times nas rodadas iniciais do Estadual. O L! faz uma análise de quem aproveitou melhor a chance e larga na frente da concorrência

24 jan 2019
07h32
  • separator
  • 0
  • comentários

A estratégia do técnico Abel Braga está traçada para 2019: inspirado no trabalho de Luiz Felipe Scolari, que esteve à frente do Palmeiras no segundo semestre de 2018, o técnico do Flamengo promoverá um rodízio entre duas equipes nos torneios que o clube terá nesta temporada. Já foi assim nas duas rodadas iniciais do Campeonato Carioca, contra Bangu e Resende, o que pode aumentar a 'briga' no elenco pela titularidade.

O LANCE! fez uma análise, posição por posição, dos atletas que atuaram nestes jogos. Veja quem saiu na frente da concorrência pela vaga na equipe principal.

Abel Braga quer preparar elenco para as diversas competições que o Fla terá em 2019 (Alexandre Vidal / Flamengo)
Abel Braga quer preparar elenco para as diversas competições que o Fla terá em 2019 (Alexandre Vidal / Flamengo)
Foto: Lance!

DIEGO ALVES X CÉSAR

Diego Alves e César contam com a confiança de Abel Braga (F: Lance!)

Com um domínio da partida por parte do Flamengo diante do Bangu, na estreia no Campeonato Carioca, Diego Alves foi pouco exigido. Nas bolas que foram no gol, mostrou segurança e não teve culpa no gol do adversário, que aconteceu logo no começo do jogo, em uma bobeada do setor defensivo.

Depois de terminar a última temporada como titular, voltou ao posto diante do Resende e foi bem. Além de uma grande defesa no segundo tempo, quando Zambi bateu à queima-roupa, fez boas defesas na etapa inicial.

PARÁ X RODINEI

A briga na lateral-direita é entre Pará e Rodinei (F: Lance!)

A lateral-direita pode ser uma posição a dar dor de cabeça para Abel Braga. Apesar de ainda ser início de temporada, Pará e Rodinei tiveram chances contra Bangu e Resende, respectivamente, mas apresentaram atuações parecidas e discretas, sem superar a desconfiança da torcida.

No ano passado, Rodinei iniciou na frente na briga por vaga no time e, posteriormente, Pará foi o escolhido, sendo mantido em 2019, mas a posição está em aberta.

RODRIGO CAIO X LÉO DUARTE

Reforço, Rodrigo Caio tem Léo Duarte como concorrente (F: Lance!)

A falha no gol do Bangu, em que deixou o adversário cabecear sem incômodo, marcou a estreia de Rodrigo Caio no Flamengo. O atleta, contudo, vem sendo elogiado por Abel Braga e tem a confiança do treinador. A qualidade no passe, destacada pelo técnico, é um dos pontos que pesa a seu favor neste início.

O desentrosamento com Matheus Dantas, seu parceiro diante do Resende, fez com que Léo Duarte cometesse algumas falhas no empate, mas o camisa 43 será uma opção importante durante a temporada. O bom desempenho em 2018, como titular, o credencia a brigar pela condição sob o comando de Abel.

RHODOLFO X MATHEUS DANTAS

Opções para a zaga: o experiente Rhodolfo e o jovem Dantas (F: Lance!)

Experiente, Rhodolfo voltou a ter chance no time titular. Além de ter tido uma boa atuação, marcou, no segundo tempo, o gol que garantiu a vitória da equipe rubro-negra no Maracanã.

O jovem fez a estreia na temporada e apenas o segundo jogo entre os profissionais. Elogiado por Abel após a partida, deixou o jogo com cãibras e foi substituído por Cuéllar.

RENÊ X TRAUCO

Renê venceu a disputa e deixou Trauco no banco em 2018 (F: Lance!)

Eleito o melhor lateral-esquerdo do Brasileiro do ano passado, teve uma atuação dentro do esperado. Conseguiu neutralizar na marcação e dar boas opções ao subir para o ataque. Apesar do lance ter sido polêmico, participou da jogada que gerou o gol de empate contra o Bangu.

Trauco, por sua vez, mostrou a qualidade que tem para atacar, dando o passe para o gol de Henrique Dourado, contra o Resende. O peruano foi bem outras vezes com perigo no ataque, contudo, deixou espaços na defesa. Uma opção para o treinador pode ser utilizá-lo como meia, o que não seria novidade.

CUÉLLAR X PIRIS DA MOTTA

Os gringos Cuéllar e Piris são os cães de guarda do Flamengo (F: Lance!)

Contra o Bangu, o Cuéllar mostrou a mesma consistência que o fez cair nas graças da torcida rubro-negra. Seguro à frente da zaga, ajudou na marcação e na saída de bola. Diante do Resende, entrou no segundo tempo e teve atuação dentro do esperado.

Piris, que teve poucas oportunidades no ano passado, não foi bem na primeira chance que teve no Carioca. Não conseguiu marcar Joseph no lance que acabou com o gol do Resende e errou alguns passes na saída de bola.

WILLIAN ARÃO X JEAN LUCAS

Arão e Jean Lucas podem formar o meio de campo do time (F: Lance!)

Arão, diante do Bangu, começou meio perdido, mas logo se encontrou em campo e foi bastante útil ao time, principalmente na saída de bola e nas triangulações pela ala direita.

O jovem Jean Lucas, contra o Resende, soube ocupar os espaços, principalmente no primeiro tempo. Com pouca idade, ainda mostrou algumas falhas, mas apontou que pode ser um bom substituto de Arão.

EVERTON RIBEIRO X HUGO MOURA

Everton Ribeiro é titular, enquanto Hugo busca seu espaço (F: Lance!)

Um dos nomes mais decisivos do Flamengo em 2018, Everton Ribeiro iniciou o ano com uma assistência e boa atuação diante do Bangu. Em um cenário com tantos reforços, o camisa 7 parece que manterá o status de titular da equipe.

Cria da Gávea, Hugo Moura fez apenas seu segundo jogo entre os profissionais do Flamengo. O volante de 20 anos deu consistência ao setor, com desarmes e bom aproveitamento nos passes (94% de acerto), ajudando na saída de bola.

DIEGO X ARRASCAETA

Entre Diego e Arrascaeta, a disputa promete ser muito boa (F: Lance!)

Autor do primeiro gol do Flamengo contra o Bangu, saiu aplaudido pela torcida - apesar de ter perdido um pênalti. Conseguiu comandar o meio de campo e ser um dos mais importantes em campo na estreia do Flamengo no Campeonato Carioca.

Fez a estreia com a camisa rubro-negra e atuou até o meio do segundo tempo. Fez uma boa primeira etapa, dando o passe para Trauco no lance que gerou o gol de bicicleta de Dourado. Ainda conseguiu mais duas boas enfiadas.

VITINHO X GABIGOL

Vitinho e Gabigol podem fazer várias funções na frente (F: Lance!)

Vaiado contra o Bangu e pedido pela torcida contra o Resende, Vitinho, um dos poucos que atuou nos dois jogos, se mostrou uma boa opção para o time ser mais "agudo", como gosta de falar Abel Braga. Nas duas partidas, conseguiu chegar à linha de fundo e criar boas oportunidades.

Gabigol fez a primeira partida pelo Flamengo na noite da última quarta-feira e mostrou boa movimentação. Atuando ao lado de Dourado, revezou como homem-referência do ataque, mas não teve muitas oportunidades de balançar a rede.

URIBE X HENRIQUE DOURADO

Uribe e Henrique Dourado começaram bem 2019 (F: Lance!)

Se em 2018 Uribe e Henrique Dourado não ocuparam a função de "homem-gol" do Flamengo, os dois centroavantes iniciaram bem a atual temporada. Contra o Bangu, o colombiano não fez gol, mas participou bem do confronto, além de ter retornado ao Brasil com "crédito" pelo desempenho na passagem do clube nos Estados Unidos, onde foi eleito o melhor jogador da Florida Cup.

Já Henrique Dourado marcou logo um golaço de bicicleta diante do Resende, mostrando que a confiança dada por Abel pode torná-lo o atacante matador esperado pelos rubro-negros. Sob o comando do treinador no Fluminense, em 2017, o Ceifador viveu sua melhor fase e terminou como artilheiro do Brasil.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade