0

Projeto para novo estádio do Chelsea tem contratempo por conta de família

Crosthwaites, que moram há 50 anos em uma rua próxima, teme que remodelação do Stamford Bridge tire o 'direito à luz' da propriedade

12 jan 2018
12h35
  • separator
  • comentários

O projeto de construção do novo estádio do Chelsea, orçado em 1 bilhão de libras (R$ 4,3 bilhões), teve um contratempo inesperado nos últimos dias. Segundo a "BBC", a família Crosthwaites, que vive há 50 anos em uma casa próxima ao Stamford Bridge, entrou com processo contra o impacto que a construção pode ter em sua residência.

Projeto do novo Stamford Bridge custaria cerca de R$ 4,3 bilhões (Foto: Divulgação)
Projeto do novo Stamford Bridge custaria cerca de R$ 4,3 bilhões (Foto: Divulgação)
Foto: LANCE!

A alegação da família é que a casa perderia 'direito a luz'. O terreno está situado em uma rua na cujos imóveis foram vendidos a 1,18 milhão de libras (R$ 5,1 milhões) em 2017. Por conta do imbróglio, o Chelsea chegou a oferecer compensação financeira para os Crosthwaites, que não aceitaram.

O Chelsea apresentou o projeto que incluía grande investimento na região, com infraestrutura no entorno do estádio. Por conta disso, o clube estaria pressionando os conselhos locais para resolver a situação. Os Blues não querem dar seguimento à reformulação do Stamford Bridge - para público de 60 mil pessoas - enquanto houver possibilidade de o processo impetrado pela família ter sucesso. Assim, o projeto de remodelação poderia ficar apenas no papel.

Por outro lado, os Crosthwaites afirmaram que não são contra as obras em Stamford Bridge, mas indicaram ao clube não mudar o projeto da arquibancada.

O conselho da região de Fulham e Hammersmith vai discutir o tema na segunda-feira. Uma lei pode abrir a chance de o conselho comprar o terro da família, se a remodelação do estádio e do entorno foi considerado como desenvolvimento econômico, social e ambiental da área. Caso essa possibilidade seja considera, os Crosthwaites vão brigar na justiça.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade