0

Presidentes de Fla e Flu apontam proposta por Maraca como 'inclusiva'

Rodolfo Landim, do Rubro-Negro, e Pedro Abad, do Tricolor, afirmam que Botafogo e Vasco, caso queiram utilizar o estádio, desembolsaram o mesmo valor

4 abr 2019
13h20
atualizado às 13h20
  • separator
  • 0
  • comentários

Rodolfo Landim, presidente do Flamengo, e Pedro Abad, mandatário do Fluminense, estiveram no Palácio Guanabara, sede do Governo do Estado do Rio de Janeiro, no fim da manhã desta quinta-feira para apresentar uma proposta para a gestão do Maracanã até que uma nova licitação para a administração do estádio seja realizada.

Maracanã pode ser gerido por dupla Fla-Flu (Foto: Marcello Neves/LANCE!)
Maracanã pode ser gerido por dupla Fla-Flu (Foto: Marcello Neves/LANCE!)
Foto: Lance!

Os dois dirigentes elogiaram a postura do Governo e garantiram que a declaração não exclui Botafogo e Vasco, que poderão utilizar o estádio sob os mesmos valores da dupla Fla-Flu. Além isso, o Maracanã mantém a possibilidade de ser usado para show e outros eventos que não apenas as partidas.

- Objetivo é fazer de forma harmônica, com a possibilidade de participação de todos os clubes. Objetivo é que todos os clubes possam jogar lá, e de forma melhor e mais barata do que eles vêm fazendo. Não temos dúvidas que as condições que vamos oferecer, juntos, para que outras agremiações possam participar, são melhores e mais baratas. Prioridade será futebol, mas estará aberto a shows e outras atividades - disse Landim.

- O Maracanã não é um equipamento que vai passar a ser do Flamengo e Fluminense. Vamos apenas gerir um equipamento do Estado. Pela proposta que fizemos, se Vasco e Botafogo quiserem jogar, vão ter mesmo nível de desembolso. A proposta é inclusiva. Vasco e Botafogo construíram a história do Maracanã e vão continuar construindo - ressaltou Pedro Abad.

O presidente do Fluminense garantiu ainda que, no momento certo, a proposta será detalhada à população do Rio de Janeiro, apontando o prazo de entrega para outros documentos.

- Efetivamente, ao contrário do que se imaginava, corremos para apresentar até às 12h, mas o prazo até às 17 vai ser permitida entregas. Vamos nos permitir não tocar nos detalhes até que o prazo se encerre. E aí vamos planejar uma apresentação do detalhamento assim que o Estado nos colocar a par do resultado. É um equipamento do Estado e temos de dar uma satisfação à população do Rio - afirmou.Landim elogiou a decisão tomada pelo Governo em colocar os clubes para participar da gestão.

- Queria reforçar, em primeiro lugar, do Governo estar convidando os clubes para participar disso. O Maracanã é algo muito importante para o Estado do Rio. Os torcedores sempre tiveram a expectativa de ter os clubes à frente desse processo, sem intermediário. O fato de o governador (Wilson Witzel, PSC) ter feito isso é histórico e louvável.

Opinião compartilhada por Pedro Abad, que salientou a união de Flamengo e Fluminense neste caso.

- É um momento histórico que estamos vivendo. O Governo do Estado teve a clarividência de permitir aos clubes, agora, em conjunto, gerir o estádio, sem a presença de intermediários que sempre dificultaram a nossa vida no estádio. Nossa e do Flamengo. Sempre tivemos essa interação no sentido de melhorar a operação. Mais histórico ainda são duas instituições centenárias, que deixaram, momentaneamente, o campo de lado e foram capazes de se acertar com harmonia, justiça, racionalidade e sempre capazes de entregar proposta em conjunto. É um momento importante em que o Estado e instituições do futebol estão se entendendo - apontou.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade