0

Presidente do Sport desabafa e critica conselheiros: 'Vontade de matar na porrada'

Milton Bivar falou em entrevista sobre a situação financeira do Sport

20 fev 2020
14h58
  • separator
  • 0
  • comentários

De volta à primeira divisão do Campeonato Brasileiro, o Sport vive um de seus momentos mais complicados em questões em financeiras. Portanto, o presidente do clube resolveu desabafar sobre com uma sinceridade extrema.

Milton Bivar abriu o jogo sobre a situação do Sport (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)
Milton Bivar abriu o jogo sobre a situação do Sport (Foto: Anderson Stevens/Sport Club do Recife)
Foto: Lance!

Em entrevista ao programa 'Bate Rebate', Milton Bivar afirmou que 'tem dias que dá vontade de chorar' ao ver a situação atual do Rubro-Negro.

- Tem dia que dá vontade de chorar. É muita coisa. Quebraram o clube de uma forma semi-programada. Estavam com raiva do clube e fizeram isso. A pessoa sem ter um motivo maior não faria isso. O que dói mais eu não conseguir atender a torcida sobre Diego Souza, André. Sou cobrado diariamente em todos os lugares que vou por fruto de uma campanha caluniosa de canalhas que vazam informação com intuito de prejudicar o trabalho da gente, da nossa gestão.

Estão fazendo isso para eu não aguentar e entregar o cargo para lascar o clube de vez. A herança maior, a herança maldita foi no aspecto civil, trabalhista e até o direito internacional com o Fifa. Deixou também a mentalidade que tem que arriscar: jogador bom contrata e depois vê como vai pagar. Eu não faço loucura. Não tenho mais idade. Todas as vezes que estive no Sport foi com pé no chão. Agora mesmo tive que suspender um serviço Até semana passada o Sport era um canteiro de obras. Eu tive que segurar com o pessoal da engenharia que eu não conseguiria pagar a reforma das cadeiras -, afirmou.

Depois, Bivar aproveitou para criticar os conselheiros dos clubes e o modus operandi durante as gestões dos ex-presidentes Arnaldo Barros e Humberto Martorelli. Segundo o atual mandatário, ele tem vontade de 'matar na porrada' aqueles que criticam a diretoria.

- Eu estou determinado. Estou mesmo. Eu não vou destruir com os pés o que fiz em toda minha história no clube. As vezes passa pela minha cabeça, dá um surto. Fico triste mesmo. As vezes parte de conselheiros, cara que sabe de matemática e teve muita culpa porque eram conselheiros da época de Arnaldo e Martorelli e que deixaram chegar nessa situação.

São tão cínicos, tão cabra safados, tão canalhas, e ainda ficam criticando a diretoria. Dá dois tipos de raiva: uma vontade de matar na porrada, sabe como é que é. Outra é que vou sair daqui. Mas eu não posso porque sei que a maioria do torcedor é mais humilde e entende perfeitamente a situação do clube. Estamos fazendo mágica. A primeira foi subir para a primeira divisão. Vamos reduzir a dívida de curto prazo em R$ 30 milhões. Não estou falando da boca para fora não -, finalizou.

O Sport vive péssima situação na temporada. Na quinta colocação do Campeonato Pernambucano, o clube foi eliminado ainda na primeira fase da Copa do Brasil pelo Brusque, sendo derrotado por 2 a 1.

O início de temporada custou o emprego do treinador Guto Ferreira, responsável pelo acesso do clube para a Série A. Para o seu lugar, Daniel Paulista retornou ao Leão.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade