3 eventos ao vivo

Presidente do SFT analisa nova edição do 'Outubro Rosa' e reforça importância de conscientizar as mulheres

SFT 22 contará com mais uma edição do 'Outubro Rosa', que além de contar com card feminino, tem como grande missão alertar as mulheres e a sociedade sobre a prevenção e do diagnóstico do câncer de mama e, mais recentemente, sobre o câncer de colo do útero

6 out 2020
10h27
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após uma edição realizada em agosto, em Miami, nos Estados Unidos, o SFT vem trabalhando diariamente para fazer a retomada dos seus eventos no Brasil. A expectativa é grande para a realização do SFT 22, que está agendado para o próximo dia 31 de outubro. O show vai marcar a terceira edição do "Outubro Rosa", que tem como objetivo principal alertar as mulheres e a sociedade sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e, mais recentemente, sobre o câncer de colo do útero. Além disso, com mais um evento "temático", que já foi sucesso nas duas edições anteriores, a organização procura ressaltar também a importância das mulheres para as artes marciais mistas.

SFT 22, com terceira edição do Outubro Rosa, terá disputa de título na luta principal (Foto: Divulgação/SFT)
SFT 22, com terceira edição do Outubro Rosa, terá disputa de título na luta principal (Foto: Divulgação/SFT)
Foto: Lance!

O SFT 22, vale ressaltar, vai contar com uma importante disputa de cinturão. Na luta principal da noite, o título peso-palha estará em jogo. Invicta no MMA, com quatro vitórias, sendo duas delas pelo SFT, Andreia "Thai" Serafim vai medir forças diante de Pamela Mara Assis, que assim como sua oponente, vem embalada por dois triunfos na organização. No co-main event, em confronto válido pela divisão dos galos, vindo de três resultados positivos, um deles pelo SFT, Karine "Killer" terá como oponente a casca-grossa Sidy Rocha, ex-campeã peso-galo do evento Pancrase, que vai fazer sua estreia pelo SFT.

Animado pela aproximação do evento, o Presidente da franquia, David Hudson, não escondeu a empolgação por promover mais uma edição do "Outubro Rosa". Sem realizar eventos há sete meses no Brasil por conta da pandemia global do coronavírus, o dirigente celebrou também os bons resultados de audiência alcançados pelo SFT na TV aberta, tendo em vista que, nos últimos meses, a organização exibiu, todos os sábados, reprises de eventos anteriores.

- A expectativa é de um grande evento (SFT 22 - Outubro Rosa III), que tem como grande objetivo valorizar as mulheres e alertá-las sobre a importância da prevenção e do diagnóstico precoce do câncer de mama e do câncer de colo do útero. Não tenho dúvidas de que teremos uma boa audiência. Nos últimos sete meses, não realizamos novos eventos no Brasil por conta da pandemia, e mesmo com nossas reprises aos sábados, nossa audiência continuou crescendo. Boa parte disso se deve ao pessoal que não assistia ao SFT, escolhia por outros programas, e agora se interessaram pelas lutas que estão sendo exibidas nas reprises. Agora que vamos voltar com os eventos ao vivo, a tendência é que a audiência cresça bastante - projetou David, que também analisou as edições anteriores do Outubro Rosa e de que maneira a pandemia da Covid-19 impactou nos planos da organização.

- Fazer um evento no Brasil apenas com lutas femininas não é fácil. A primeira edição do Outubro Rosa no SFT ocorreu poucos meses após eu entrar na organização e foi um trabalho árduo para montarmos o card. Para a segunda edição, a gente começou a fechar as lutas com seis meses de antecedência e fizemos um evento grandioso. Para esse ano, veio a pandemia e isso impactou muito, tivemos um evento cancelado com a pesagem já realizada e com todos os atletas testados. A gente tem essa insegurança, não sabemos quando as coisas voltarão ao normal. Fechamos as lutas, mas não sabemos se elas vão, realmente, acontecer. Essa é a principal dificuldade - admitiu o presidente do SFT, que apesar disso, mantém o otimismo com a realização do evento, em São Paulo.

- Graças a Deus, as coisas estão voltando ao normal e estamos com grandes expectativas. Nesse retorno, já estamos promovendo um evento enorme, o 'Outubro Rosa' é um dos nossos grandes eventos. O Outubro Rosa foi a primeira coisa que eu fiz como presidente do SFT e para mim é uma grande honra promover um card somente com lutas femininas e amadoras. O MMA amador é o futuro e as mulheres são tão fortes quanto os homens. As lutas femininas são sempre espetaculares e nós acreditamos muito no MMA feminino - concluiu.

O SFT 22 - Outubro Rosa III, vale ressaltar, terá seu card principal transmitido em TV aberta pela "Band TV" a partir das 23h45 (horário de Brasília).

CARD COMPLETO:

SFT 22 - Outubro Rosa III

Sábado, 31 de outubro de 2020

São Paulo (SP)

Cinturão peso-palha: Andreia Serafim x Pamela Mara

Peso-galo: Karine Killer x Sidy Rocha

Peso-palha: Julia Polastri x Jessica Cunha

Peso-átomo: Dayane Guerreira x Janaina Popozinha

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade