0

Presidente do Palmeiras sobre Mano: 'Resultados vieram como queremos'

Após ser pressionado até pelo presidente do Conselho Deliberativo por trocar Felipão pelo atual técnico, Maurício Galiotte comemora 100% de aproveitamento e briga pelo Brasileiro

28 set 2019
08h06
  • separator
  • 0
  • comentários

Há menos de um mês, Maurício Galiotte vivia um momento de pressão não só de torcedores organizados, que ainda pedem a saída do diretor de futebol Alexandre Mattos, mas até de aliados internos. A troca de Luiz Felipe Scolari por Mano Menezes incomodou Seraphim Del Grande, presidente do Conselho Deliberativo do Palmeiras, que teve áudio vazado registrando sua reprovação. Cinco vitórias depois, o mandatário celebra um momento de confiança.

Galiotte comemora 'opção técnica' por Mano Menezes no lugar de Felipão no clube (Agência Palmeiras/Divulgação)
Galiotte comemora 'opção técnica' por Mano Menezes no lugar de Felipão no clube (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

- Os resultados vêm acontecendo de acordo com o que pleiteávamos. Estamos evoluindo. O Palmeiras ainda tem muito a evoluir, mas o importante é estar na briga pelo título. Vamos brigar até o final - apontou Galiotte, que vê o Verdão vencer as cinco partidas sob o comando do técnico e estar a três pontos do líder Flamengo no Campeonato Brasileiro.Com Mano, as cinco vitórias vieram com 13 gols marcados e três sofridos. O treinador pôs fim a um período de sete partidas sem vencer no Brasileiro e, sob suas mãos, o time acabou realizando o melhor primeiro turno da sua história na competição por pontos corridos, feito que não alcançou nem nos recentes títulos de 2016 e 2018.

- Pensamos em manter um perfil de comando com experiência, ganhador, e que pudesse liderar nosso grupo. Temos grandes jogadores, e sabemos que temos um potencial muito grande. Não estávamos com a performance que esperávamos, e a contratação do Mano Menezes foi técnica, pensando no que ele poderia nos apresentar. Um perfil que atende tudo que planejamos e gostaríamos: títulos e performance condizente com nosso elenco e camisa - elogiou Galiotte, já em paz com Del Grande.

- Logo depois do ocorrido, procurei o Seraphim Del Grande, que é um amigo, uma pessoa que colabora muito com a gestão. No momento da emoção, ele e expôs a opinião dele através de uma gravação. Respeito a opinião dele e de todos os palmeirenses, mas não posso abrir mão do comando. Sei exatamente o que estamos fazendo e onde queremos chegar. Jantamos, e o assunto está encerrado - assegurou.

- Respeito a opinião, mas fizemos uma contratação técnica. Contratamos o Mano pensando em todos os atributos, pensando na competência, pensando no histórico e tínhamos total convicção no momento da contração. Estamos vendo resultados e a expectativa é que ainda consigamos disputar o título.

Com essa expectativa, o Palmeiras se prepara para enfrentar o Inter, neste domingo, às 16h, no Beira-Rio, em Porto Alegre, pela 22ª rodada do Campeonato Brasileiro. Antes, no sábado, às 19h, o Flamengo recebe o São Paulo, e o resultado pode obrigar o Verdão a vencer para não ampliar a distância ou dar a esperança de se aproximar, caso o time carioca tropece.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade