1 evento ao vivo

Bahia não vendeu Zé Rafael ao Palmeiras, diz presidente

Guilherme Bellintani usou um programa de rádio do clube para reclamar das informações sobre o negócio: 'não temos nenhuma proposta fechada que nos agrade completamente'

10 ago 2018
20h51
atualizado às 21h09
  • separator
  • comentários

Guilherme Bellintani, presidente do Bahia, não gostou da repercussão da negociação com o Palmeiras por Zé Rafael. Em entrevista a um programa de rádio do Tricolor de Aço, o dirigente afirmou que ainda não há proposta que agrade completamente o clube para dizer que a transferência está definida.

"Se chegar a um valor razoável, avaliaremos. Se for o caso, faremos (a negociação). Neste momento, o Zé Rafael não está vendido e não temos nenhuma proposta fechada que nos agrade completamente",  avisou Bellintani.

"As propostas existem desde que cheguei, variando de valores, clubes. Mas nenhuma proposta sequer chegou próxima aos 4 milhões de euros. Desde o começo, conversamos muito com o Zé, que é muito profissional e nunca disse que queria sair. Falamos para ele que o negócio tinha que ser bom para ele e para nós. Para o jogador, já chegaram propostas interessantes, mas não chegou para o clube", completou.

Zé Rafael durante partida pelo Bahia. Ele tem boas chances de jogar no Verdão em 2019 (Foto: Divulgação/Bahia)
Zé Rafael durante partida pelo Bahia. Ele tem boas chances de jogar no Verdão em 2019 (Foto: Divulgação/Bahia)
Foto: LANCE!

A diretoria tricolor evita falar no assunto, também porque os clubes vão se enfrentar nesta quinta-feira para decidir uma vaga na semifinal da Copa do Brasil, no Pacaembu. Mas o Palmeiras tem acelerado as conversas para exercer a preferência de compra que tem de Zé Rafael.

O motivo para a intensificação nas tratativas foi o descobrimento do interesse do Cruzeiro no jogador. No começo do ano, ao emprestar Allione ao Bahia, o Verdão ganhou a preferência para cobrir propostas de Zé Rafael até o fim do ano que vem. Seu contrato com o clube baiano é válido até 2020.

"Enquanto não chegar (o valor ideal) para o clube, não faremos. Estamos abertos ao mercado, não só para comprar, mas também para vender. O que dissemos ao Zé é de que não abriríamos mão dele até o fim de 2018, e ele entendeu", completou o dirigente.

Ainda que as conversas não estejam sacramentadas, a tendência é de que o meia seja o segundo reforço do Verdão para o ano que vem. O centroavante Arthur Cabral, do Ceará, já foi anunciado e vai se juntar ao grupo na Academia de Futebol a partir da próxima pré-temporada.

Veja também:

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade