0

Prefeito de Bérgamo diz que jogo da Champions foi um dos principais focos da COVID-19 na Itália

Atalanta recebeu o Valencia pelo jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões em Milão. Na volta, na Espanha, partida foi realizada com portões fechados

25 mar 2020
15h15
atualizado às 16h02
  • separator
  • 0
  • comentários

Segundo país mais afetado pelo coronavírus, a Itália vive dias difíceis desde que o surto começou a contaminar os habitantes da Terra da Bota. O prefeito de Bérgamo, cidade mais afetada pelo vírus, deu uma entrevista pelo Facebook e disse que a partida entre Atalanta e Valencia, pela Liga dos Campeões, foi um dos principais focos de contágio.

Atalanta e Valencia se enfrentaram em Milão no dia 19 de fevereiro (Foto: Miguel MEDINA / AFP)
Atalanta e Valencia se enfrentaram em Milão no dia 19 de fevereiro (Foto: Miguel MEDINA / AFP)
Foto: Lance!

- Naquela época, não sabíamos o que estava acontecendo. O primeiro paciente na Itália foi em 23 de fevereiro. Se o vírus já estava circulando, os quarenta mil torcedores que foram ao estádio San Siro foram infectados. Ninguém sabia que o vírus já estava circulando entre nós. Muitos assistiram ao jogo em grupos e houve muitos contatos naquela noite. O vírus passou de um para o outro - disse Giorgio Gori.

O jogo aconteceu na cidade de Milão, também no norte italiano, por conta de exigências da Uefa. O Estádio Atleti Azzurri d'Italia, casa da Atalanta, passou por obras e o clube teve que mandar os jogos em outro local.

Coincidência ou não, a Espanha é o segundo país mais afetado pela COVID-19 e o time do Valencia já teve vários casos confirmados, entre eles Garay, Gayà e Mangala. De acordo com o clube espanhol, cerca de 35% do departamento de futebol testou positivo para adoença.

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade