1 evento ao vivo
Logo do Botafogo
Foto: terra

Botafogo

Pratas da casa decidem, e Bota vence jogo-treino encerrado por confusão

Depois de gols de Ezequiel e Leandrinho, contra o Nova Iguaçu, discussão envolvendo jogadores dos dois times fez com que o amistoso terminasse restando cinco minutos

12 jul 2018
18h39
atualizado às 18h51
  • separator
  • comentários

Um dia depois dos titulares venceram o América-RJ em jogo-treino, foi a vez dos reservas do Botafogo serem testados contra uma outra equipe. Nesta quinta-feira, Marcos Paquetá pôde observar seus suplentes em ação contra o Nova Iguaçu, também no campo anexo do Nilton Santos, e vencerem por 2 a 0.

Os gols foram marcados pelos pratas da casa Ezequiel e Leandrinho, um em cada tempo, em duelo que também ficou marcado por uma confusão já nos minutos finais. Jean, que entrou no decorrer do jogo-treino e estava chegando mais duro nos adversários, levou um tapa no rosto e ficou no gramado.

Em seguida, Dudu Cearense tomou as dores do companheiro e foi tirar satisfação com o defensor do Nova Iguaçu. Os dois se empurraram, houve mais discussão, inclusive com outros jogadores, e, a pedido de Marcos Paquetá, o juiz encerrou o amistoso com 40 minutos do segundo tempo.

- Tá maluco?! Não foi sem querer não! - exclamou Dudu, em confusão que foi controlada pouco depois, sem maiores entreveros.

Quanto ao teste, o Botafogo saiu-se bem. Paquetá iniciou com Saulo; Marcelo, Yago, Kanu e Moisés; Bochecha, Matheus Fernandes, João Pedro e Renatinho; Ezequiel e Brenner. Yago, aliás, saiu de campo logo nos primeiros minutos, com dores na anterior da coxa esquerda, e deu lugar ao garoto Helerson. Cabe destacar que Marcinho, que seria observado na lateral direita, ficou em casa pelo terceiro dia seguido, liberado pelo clube por conta de uma forte gripe.

OS GOLS E TROCAS

A primeira bola na rede surgiu graças a um petardo de Ezequiel. Destaque da atividade, o jovem atacante de 20 anos, que atuou na ponta esquerda, acertou um belo chute após rebote de escanteio, de fora da área. Já o gol de Leandrinho surgiu na etapa final (assista aos gols abaixo).

O meia entrou no lugar de Brenner, antes do intervalo, e atuou ora como referência, ora aberto pelos flancos. Seu gol foi marcado após bela trama coletiva, na qual João Pedro lançou em invertida para Renatinho, que escorou de cabeça e de primeira para Leandrinho: caixa.

Além da entrada de Leandrinho, Paquetá aproveitou o jogo-treino para observar outros garotos, como Michel, zagueiro do sub-20 e que jogou de lateral-direito, e Yuri - este já integrado e, mesmo lateral-esquerdo, atuou no ataque como extremo, na direita. Por falar em garotada, os volantes e amigos Matheus Fernandes e Gustavo Bochecha tiveram atuações destacáveis.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade