0

Poupado no 1º tempo, Luiz Adriano comemora quartas de final em casa

Graças ao gol que o atacante fez, aproveitando rebote do pênalti que perdeu, o Palmeiras venceu o Água Santa por 2 a 1 e fará jogo único da próxima fase do Paulista no Allianz

26 jul 2020
19h51
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Luiz Adriano não foi titular neste domingo por sentir dores musculares, mas entrou no intervalo e graças a um gol seu, aos 42 minutos do segundo tempo, aproveitando rebote de pênalti que ele mesmo perdeu, o Palmeiras venceu o Água Santa por 2 a 1. O resultado deixa o time atuar de novo no Allianz Parque no jogo único das quartas de final do Campeonato Paulista, contra o Santo André, em data ainda a ser confirmada pela Federação Paulista de Futebol.

Luiz Adriano aproveitou rebote do pênalti que desperdiçou e garantiu a vitória do Palmeiras (Agência Palmeiras)
Luiz Adriano aproveitou rebote do pênalti que desperdiçou e garantiu a vitória do Palmeiras (Agência Palmeiras)
Foto: Lance!

- Jogar em casa é importante. Se jogássemos fora, seria um pouco mais difícil. Agora, em casa, é dar o máximo, como se fosse fora. É um jogo só ainda, sem jogo de volta. Não tem como a outra equipe ficar esperando o tempo todo, vão ter que atacar. E o fator casa é muito importante para nós - disse o camisa 10, elogiando o Verdão pelo comportamento contra um adversário retrancado.- O importante foi que tivemos paciência de rodar bastante a bola e procurar achar espaço. É como o professor falou no intervalo: paciência, porque uma hora encontraríamos espaço. E fizemos os gols assim, apesar de que o pênalti foi porque o zagueiro errou e a bola bateu na mão dele - analisou o atacante.

- Foi um jogo de muita paciência. É difícil ficar só atacando, com 11 dentro do gol. A posse de bola foi só nossa. A equipe está de parabéns por ter se comportando assim, mantendo a paciência e a cabeça dentro do jogo para virar - prosseguiu Luiz Adriano.

A ausência do centroavante da escalação que iniciou o confronto surpreender, deixando o setor ofensivo com Lucas Lima, Raphael Veiga, Rony e Willian. Mas Luiz Adriano, que chegou ao sétimo gol na temporada - apenas Willian o supera no time, com um a mais - ficou fora somente por questões físicas.

- O Luiz Adriano tinha dor muscular. Poderia jogar e não ter problema para o jogo seguinte, mas correira de maneira diferente e ter problema, ficaria exposto a lesão. Conversei com os médicos e eles me falaram que era melhor deixá-lo fora. Ele foi para o banco para jogar se precisássemos, e precisamos - explicou o técnico Vanderlei Luxemburgo.

Veja também:

Editor do L! analisa os destaques e decepções do primeiro turno do Brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade