0

Pinheiros fecha a rodada da Superliga com vitória sobre Barueri

Time da capital venceu no tie-break e se aproximou do G8 da Superliga feminina

26 jan 2019
09h46
  • separator
  • 0
  • comentários

Depois de derrotar o Fluminense, por 3 sets a 1, na abertura do returno da Superliga Cimed Feminina 2018/2019, na semana passada, o Pinheiros fez mais uma vítima, na noite desta sexta-feira. De virada, o time comandado pelo técnico Sérgio Negrão, superou o Hinode/Barueri, no tie-break - parciais de 19/25, 25/18, 23/25, 25/22 e 15/12 -, no ginásio Henrique Villaboin, em São Paulo, segue na nona colocação, agora com 14 pontos, a dois do Curitiba, que está em oitavo, dentro da zona de classificação para os playoffs.

Comemoração de Mari e Herrera (Foto: Divulgação)
Comemoração de Mari e Herrera (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

A oposto polonesa Skowronska, do Hinode/Barueri, foi a maior pontuadora do jogo, com 29 pontos (24 de ataque, 4 de saque e 1 de bloqueio).

A central Camila Paracatu, do Pinheiros, brilhou no confronto, foi a mais votada no site da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) e ficou com o Troféu VivaVôlei. A atacante marcou 27 pontos, sendo sete de bloqueio. Ao final do duelo, a jogadora fez uma análise sobre a atuação do time da capital paulista.

- Treinamos muito e fico feliz que conseguimos essa vitória. Ainda estamos em nono, mas a diferença para o oitavo lugar caiu para dois pontos e queremos chegar nos playoffs. Foi um resultado muito importante para o nosso projeto - afirmou Camila Paracatu.

Apesar da derrota, o time de Barueri segue na terceira colocação, com 26 pontos, a 9 do Minas, vice-líder. Na próxima rodada, o Pinheiros recebe o Osasco/Audax, terça-feira (29.01), às 20h, novamente no seu ginásio, pela terceira rodada do returno. O Hinode/Barueri tem pela frente o Fluminense, no mesmo dia, às 19h30, em Barueri, com transmissão pelo Canal Vôlei Brasil.

Outros jogos

No primeiro jogo da noite, o Dentil/Praia Clube venceu mais uma partida fora de casa e manteve a liderança isolada da competição. O time de Uberlândia (MG) superou o Curitiba Vôlei (PR) por 3 sets a 0 (25/13, 25/14 e 25/20), na Univ. Positivo, em Curitiba (PR). A levantadora Ananda, em noite inspirada, ficou com o Troféu VivaVôlei e a oposto Fawcett foi a maior pontuadora, com 14 acertos.

O Sesc RJ se aproximou do terceiro lugar ao vencer o BRB/Brasília Vôlei (DF) por 3 sets a 0 (25/17, 25/19 e 25/14), no Sesi Taguatinga, em Brasília (DF). A líbero Gabiru se destacou e ficou com o Troféu VivaVôlei.

O Minas (MG) viajou até São Paulo e levou a melhor no duelo contra o São Cristóvão Saúde/São Caetano (SP) por 3 sets a 1 (25/19, 25/17, 18/25 e 25/17), no ginásio Lauro Gomes, em São Caetano (SP). A comissão técnica do time mineiro escolheu a ponteira Lana a melhor da partida. Já a oposto Bruna foi a maior pontuadora, com 16 acertos.

Em um duelo emocionante, o Fluminense (RJ) voltou a vencer pela Superliga Cimed feminina 18/19. A equipe carioca levou a melhor contra o Balneário Camboriú (SC) por 3 sets a 2 (25/19, 19/25, 14/25, 25/23 e 15/12), no Multieventos Hamilton L. Cruz, em Balneário Camboriú (SC). A ponteira Thaisinha ficou com o Troféu VivaVôlei. As opostas Joycinha, do Fluminense, e Ivna, do Balneário Camboriú, foram as maiores pontuadoras, com 19 pontos cada uma.

Em mais um jogo decidido no quinto set, o Sesi Vôlei Bauru (SP) passou pelo Osasco-Audax (SP). O time baruense levou a melhor sobre a equipe do técnico Luizomar de Moura por 3 sets a 2 (26/24, 21/25, 26/24, 19/25 e 19/17), no ginásio Panela de Pressão, em Bauru (SP). A levantadora Fabíola teve atuação segura e levou o Troféu VivaVôlei para casa. Apesar da derrota, o Osasco-Audax teve a maior pontuadora do confronto, a oposta Hooker, com 22 acertos.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade