0

Pedrinho não joga mais pelo Timão, mas ajudará o clube fora de campo

Empresário do jogador revelou que não haverá uma partida de despedida da Fiel torcida. No entanto, dinheiro da venda vai ser essencial para o pagamento de despesas imediatas

27 mai 2020
08h04
atualizado às 08h04
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A pandemia de coronavírus, além de paralisar o futebol brasileiro, vai evitar que Pedrinho faça sua despedida no Corinthians. O jogador, vendido ao Benfica-POR, por 20 milhões de euros (R$ 117,4 milhões na cotação atual), já tem data para se apresentar em Portugal, mas mesmo quando estiver por lá vai poder ajudar o seu clube de origem fora de campo, mas precisamente nas contas.

Pedrinho tem malas prontas para Portugal, mas ainda ajudará o clube (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
Pedrinho tem malas prontas para Portugal, mas ainda ajudará o clube (Foto: Daniel Augusto Jr./Agência Corinthians)
Foto: Lance!

- Não, não joga (mais pelo clube), eu até fiquei meio triste, ele também ficou chateado, ele queria fazer pelo menos um jogo de despedida, mas nem isso vai ser possível, porque com esse negócio da pandemia de coronavírus, infelizmente, ele não vai mais poder jogar pelo Corinthians, já tem data marcada para viajar para Portugal, e se apresentar ao Benfica - disse Will Dantas, empresário do meia-atacante, em entrevista ao Fox Sports.

Essa transferência, a maior da história corintiana, será de suma importância para a situação financeira do clube, que no ano passado teve déficit de R$ 177 milhões e viu sua dívida acumulada subir para R$ 665 milhões, muito por conta de atrasos nos pagamentos de obrigações trabalhistas e direitos de imagem. Isso sem contar a dívida do financiamento da Arena Corinthians.Em 2020, com a pandemia, a situação tende a piorar, algumas receitas como a dos direitos de TV e de alguns patrocinadores diminuíram ou tiveram seus pagamentos suspensos, o que dificulta a quitação em dia da folha salarial. A necessidade do dinheiro é imediata, mas os valores acordados com o Benfica foram acertados para serem pagos de forma parcelada, em quatro vezes.

Precisando de urgência para alimentar seus cofres, o Corinthians foi atrás de uma forma para não ter que esperar as parcelas serem pagas. De acordo com informação publicada pelo UOL, e confirmada pelo LANCE!, o clube já se acertou com um banco de Luxemburgo para antecipar 100% do dinheiro, ou seja, o contrato com o clube português será dado como garantia e a instituição financeira, com determinadas taxas, liberará a grana ao time brasileiro.

Dessa forma, o banco ficará integralmente com o dinheiro pago pelo Benfica e o Corinthians, por conta das taxas, receberá menos devido a essa antecipação. Inicialmente a ideia era antecipar apenas duas parcelas, como o próprio presidente Andrés Sanchez revelou em live do "Meu Timão", mas a incerteza cada vez maior em relação ao retorno do futebol, mudou o planejamento.

No contrato, o Timão teria direito a 70% do valor total, já que os outros 30% pertencem ao empresário de Pedrinho, Will Dantas. No entanto, em entrevista ao Fox Sports Rádio da última terça-feira, o agente do jogador disse ter aberto mão de sua quantia em 2020, com a garantia de recebê-la a partir do ano que vem. Segundo ele, isso foi feito pensando nas dificuldades do clube.

- Eu sei da situação do clube, que não é das melhores, não só o Corinthians, como todos os clubes no Brasil estão apresentando déficit muito grande nas contas e esse dinheiro do Pedrinho, na realidade, era para ser recebido em parcelas, e eu também iria receber parcelado, mas como o Corinthians está precisando muito, eles vão antecipar o dinheiro e eu vou receber lá na frente.

No final deste ano, haverá eleição para presidente do clube. Andrés, que encerrá seu mandato, não poderá concorrer. Sendo assim, um outro nome ocupará o cargo, com chances de ser alguém que hoje pertence à oposição. Mesmo assim, Dantas não teme tomar um "calote" e acredita na gratidão.

- Eu não tenho preocupação, porque o presidente que entrar, seja lá quem for, eu acho que o mínimo que ele vai fazer é colocar a mão na consciência e ver que eu estou ajudando agora. Então eu acredito que ele não vá querer me prejudicar lá na frente, pelo menos é o que eu acredito, porque além de ser a maior venda do clube é um dinheiro que vai entrar e vai aliviar as contas, então eu creio que o presidente que virá, irá olhar para esse lado.

A data da apresentação de Pedrinho no Benfica ainda não foi revelada, mas o certo é que de forma direta ou indireta, o jogador, mesmo longe e sem ter uma despedida com a camisa do clube, continuará sendo importante e deve ajudar os dirigentes corintianos a ajustar as contas pelo menos nos próximos meses, quando as indefinições sobre o retorno do futebol devem permanecer.

Veja também:

Editor do L! aponta Fla, Inter e Galo como postulantes ao título do Brasileirão
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade