2 eventos ao vivo

Paraná e Vitória ficam no empate sem gols na Vila Capanema

Igualdade em 0 a 0 foi prejudicial tanto para as intenções do time paranista pensando em G4 como para a ideia do Leão de se afastar consistentemente do Z4

8 nov 2019
21h13
  • separator
  • 0
  • comentários

Jogando na cidade de Curitiba pensando em igualar o rival na briga pelo G4 e deixar cada vez mais para trás o Z4, Paraná e Vitória acabaram com uma frustração mútua depois do empate sem gols no duelo pela 34ª Rodada da Série B.
SÓ UM TIME ATACA

Foto: Reprodução/SporTV
Foto: Reprodução/SporTV
Foto: Lance!

Além de ter esmagadoramente mais tempo a bola sob seu controle, o time da casa era quem tomava a atitude de ser mais incisivo no ataque por muitas vezes "encurralando" o time baiano. Por duas oportunidades, aliás, passou perto de abrir a contagem quando Jeníson teve espaço para dominar e bater de fora da área para o arqueiro Martín Rodríguez fazer defesa complicada assim como no chute cruzado do lateral-esquerdo Guilherme Santos já dentro da grande área.

REFLEXO DOS VISITANTES

Tamanha era a dificuldade do Leão da Barra em efetivamente concatenar passes ao ponto de envolver a defesa paranista que a primeira finalização efetivamente perigosa e válida só apareceu já aos 45 minutos da etapa inicial. Em jogada que evoluiu pelo lado direito do ataque, o cruzamento de Felipe Garcia completado por Eron praticamente na pequena área foi defendida de maneira espetacular por Thiago Rodrigues.

I-N-A-C-R-E-D-I-T-Á-V-E-L

No último lance do primeiro tempo, aos 47, o Tricolor da Vila teve a melhor chance possível para finalmente abrir a contagem quando, em chute de fora da área, a bola desviou no meio da área e Vitinho tocou pro lado no pé de Bruno Rodrigues. Já sem goleiro, o jogador paranista bateu por cima do gol em momento inacreditável no Durival Britto.

EQUILIBROU

Diferente do que foi a máxima da etapa inicial, apesar do Paraná ter o controle territorial e seguir buscando os espaços, o Vitória conseguia posicionar suas linhas de marcação de forma mais firme e organizada.

Com isso, as oportunidades de se mobilizar nos contra-ataques apareciam em maior número, porém eram pouco aproveitadas pelo Leão da Barra e o jogo persistiu em não apresentar a abertura do marcador até o seu apito final.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade