0

Palmeiras pretende levar alguns jogadores de última hora para jogo da Libertadores

Enquanto a maior parte do grupo viaja ao Equador na segunda-feira, atletas que estão afastados por Covid-19 poderão ir na terça caso testem negativo

22 nov 2020
08h34
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Após a derrota para o Goiás no último sábado (21), o Palmeiras volta suas atenções para o duelo contra o Delfín-EQU, fora de casa, pelo jogo de ida das oitavas de final da Libertadores.

Jatinho de Leila Pereira poderá levar jogadores ao Equador na terça-feira (Foto: Reprodução)
Jatinho de Leila Pereira poderá levar jogadores ao Equador na terça-feira (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

A maior parte da delegação alviverde embarcará para o Equador na segunda-feira (23), enquanto os jogadores afastados pela Covid-19 realizarão novos testes. Os resultados devem sair na terça-feira e aqueles que testarem negativo viajarão no avião particular da patrocinadora do clube para encontrar o restante do grupo. A informação foi publicada inicialmente pelo Globo Esporte.

A logística especial para a partida da Libertadores se justifica pela situação crítica vivida pelo Palmeiras nas últimas semanas. Ao todo, são 17 atletas contaminados e afastados das atividades pela Covid-19. Apenas Luan e Gabriel Menino se recuperaram a tempo de enfrentar o Goiás pelo Brasileirão, ainda que de forma emergencial.

Estão atualmente infectados os seguintes jogadores: Jailson, Vinicius Silvestre, Matías Viña, Alan Empereur, Benjamín Kuscevic, Danilo, Gustavo Scarpa, Raphael Veiga, Quiñonez, Gabriel Silva, Willian, Breno Lopes, Aníbal, Rony, Gabriel Veron, Marino Hinestroza e Pedro Acacio.

Naturalmente, Abel Ferreira tem recorrido às categorias de base para suprir as ausências e conseguir escalar uma equipe competitiva. Antes da derrota contra o Goiás, que aconteceu nos minutos finais da partida na qual o Palmeiras estava desfalcado de 21 jogadores entre infectados e lesionados e teve Mayke expulso ainda no primeiro tempo, o Verdão vivia uma sequência de nove jogos de invencibilidade, sendo oito vitórias e um empate.

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade