0

Palmeiras negocia com clube grego para ter Abel Ferreira como técnico

Atualmente no PAOK, jovem treinador agradou a cúpula alviverde, que já abriu conversas para ter o profissional de 41 anos como seu novo comandante

28 out 2020
14h37
atualizado às 15h47
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Palmeiras negocia com o PAOK, da Grécia, para tentar a contratação do treinador Abel Ferreira. A informação foi primeiramente noticiada pelo site 'Goal' e confirmada pelo NOSSO PALESTRA/LANCE! com fontes ligadas ao técnico português.

Abel tem mais dois anos de contrato com o time grego e possui uma multa rescisória na casa dos € 7 milhões (cerca de R$ 47 milhões, na cotação atual). O Verdão conversa somente com o PAOK para se acertar quanto à liberação do treinador, buscando reduzir o valor para algo dentro de sua realidade financeira.

O português enxerga o mercado brasileiro com bons olhos, mas se recusa a negociar diretamente com o Palmeiras antes de as tratativas entre os clubes serem concluídas. Abel respeita muito o PAOK, a quem se refere como 'meu patrão'.

Abel já comandou o PAOK na Champions (Foto: Divulgação/PAOK)
Abel já comandou o PAOK na Champions (Foto: Divulgação/PAOK)
Foto: Lance!

Ex-jogador, Abel Ferreira começou a carreira fora das quatro linhas em 2011, nas categorias de base do Sporting, onde permaneceu até 2014.

Em 2015, assumiu posto no Braga B, onde ficou até 2017, ano em que foi promovido ao time A e ganhou a primeira chance diante de um elenco na elite portuguesa.

Já em 2018, Ferreira levou o Braga a uma campanha histórica, alcançando o maior número de pontos (75), gols (101) e vitórias em uma temporada (33). O bom trabalho no comando do Braga fez com que o técnico se tornasse o terceiro treinador mais caro a ser negociado pelo futebol português, quando o PAOK pagou € 2,5 milhões (cerca de R$ 16,8, na cotação atual) para contratá-lo.

No comando dos gregos, o português recentemente eliminou o Benfica, de Jorge Jesus, da UEFA Champions League. Na Europa, Abel não é mais visto como aposta e já faz os grandes times do continente se atentarem ao seu trabalho.

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade