0
Logo do Palmeiras
Foto: terra

Palmeiras

Palmeiras inscreve Emerson Santos para mata-mata do Paulista

Zagueiro preenche a vaga deixada por Fabiano, que foi para o Internacional. Roger Machado faz elogios a ele e aos outros que não estão inscritos, Hyoran e Pedrão

13 mar 2018
20h30
atualizado às 20h30
  • separator
  • comentários

O zagueiro Emerson Santos foi inscrito pelo Palmeiras para os mata-matas do Campeonato Paulista. Ele entrou na vaga deixada pelo lateral-direito Fabiano, que foi emprestado para o Internacional na última semana. O clube pode fazer até quatro trocas na lista para a fase decisiva da competição, mas deve efetuar apenas esta.

Emerson Santos foi contratado para esta temporada e ainda não estreou - FOTO: Cesar Greco/Palmeiras
Emerson Santos foi contratado para esta temporada e ainda não estreou - FOTO: Cesar Greco/Palmeiras
Foto: LANCE!

- O Emerson veio para o clube esse ano depois de quatro, cinco meses sem atuar. Estava chegando a uma nova casa, e também tinha a questão do limite de 26 inscritos no Paulista. A gente está inscrevendo o Emerson na vaga do Fabiano. Ele entra agora e estará apto a jogar o Estadual - relevou o técnico Roger Machado, ao LANCE!, em entrevista que será publicada na íntegra ainda nesta semana.

Emerson tem 22 anos e foi o primeiro jogador a acertar com o Palmeiras para esta temporada. Ele assinou um pré-contrato com o clube em agosto do ano passado e não foi mais utilizado pelo Botafogo depois disso. O período de inatividade acabou pesando e fez com que o defensor ficasse fora da lista de 26 inscritos para a primeira fase do Estadual. Ele está entre os 30 inscritos na fase de grupos da Libertadores, mas não viajou à Colômbia para o jogo de estreia, contra o Junior Barranquilla.

A situação é semelhante à de Pedrão, zagueiro promovido da equipe sub-20, e à de Hyoran, que chegou da Chapecoense no início do ano passado e fez só sete jogos até aqui - nenhum em 2018 -, com um gol marcado. Eles estão inscritos na Libertadores, mas também ficaram fora da primeira fase do Estadual. Pedrão tinha idade para integrar a lista da base, mas não tinha o tempo de clube exigido pela Federação Paulista.

- Falo para o Emerson, para o Hyoran e para o Pedrão, que por um mês não entrou na lista da base, que o ano é muito longo. Na Libertadores há um número maior de vagas, no Brasileiro não existe impeditivo... O que posso dizer é que eles têm sido extremamente profissionais. É uma pena que o limite no número de vagas me impeça de observar. Eu gostaria de poder dar uma oportunidade para o Hyoran, que vem merecendo, assim como o Fabiano mereceu a oportunidade que foi dada. O Emerson então... É um profissional acima de qualquer suspeita - disse Roger.

A diretoria do Palmeiras planejava emprestar Fabiano e Hyoran logo no início da temporada para que eles pudessem jogar mais vezes, mas ambos decidiram permanecer. A chance apareceu para Fabiano após uma lesão no tornozelo direito de Mayke, mas ele jogou mal em sua estreia na temporada, contra o São Caetano, e foi vaiado pela torcida. Aceitou, então, a transferência para o Inter. Hyoran, por enquanto, segue buscando um lugar ao sol na Academia.

- Isso é uma questão particular do jogador também. Muitas vezes o jogador prefere permanecer e esperar uma oportunidade do que se aventurar em outro lugar. Isso vai muito do perfil e dos objetivos do atleta para a carreira. O que eu posso dizer é que o ano é longo - concluiu o treinador.

O Palmeiras inicia a briga por uma vaga nas semifinais no sábado, contra o Novorizontino, fora de casa.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade