0
Logo do Santa Cruz
Foto: Gazeta Press

Santa Cruz

Operário reverte vantagem, vence Santa Cruz e garante vaga na Série B

Após sofrer derrota por 1 a 0 no primeiro confronto das quartas de final, o Alvinegro bateu a Cobra Coral por 3 a 0 no Paraná e está classificado para a Série B em 2019

26 ago 2018
19h51
atualizado às 19h52
  • separator
  • comentários

Com o Estádio Germano Krüger lotado, o Operário-PR confirmou sua vaga na Série B do Campeonato Brasileiro em 2019. Após sofrer a amarga derrota para o Santa Cruz no primeiro confronto das quartas de final, o Fantasma carimbou o triunfo por 3 a 0 na tarde deste domingo e garantiu o avanço para a próxima temporada. Alisson, Schumacher e Dione foram os responsáveis pela festa da torcida alvinegra.

Neste domingo, o Operário venceu o Santa Cruz e garantiu sua classificação para disputar a Série B em 2019 (Divulgação/Operário)
Neste domingo, o Operário venceu o Santa Cruz e garantiu sua classificação para disputar a Série B em 2019 (Divulgação/Operário)
Foto: Lance!

Dependendo da vitória para se manter na disputa, o Operário foi para cima da Cobra Coral desde os minutos iniciais. Com um chute de fora da área, Erick passou perto de abrir o placar aos oito minutos, porém o assistente marcou impedimento de Schumacher e mandou seguir. Mesmo com pouca posse de bola em campo, o Santa Cruz chegou duas vezes com perigo e Pipico tirou tinta da trave, assustando o goleiro Simão. Do outro lado, o Operário mostrou mais facilidade para criar jogadas e garantiu boas chances com Cleyton, que foi parado por Ricardo Ernesto, e Lucas Batatinha, com belo chute cruzado.

Apesar do bom desempenho do Alvinegro, o primeiro gol só saiu aos 21 minutos. No lance, ataque do Operário e defesa do Santa Cruz disputavam a bola próximo a grande área, mas Alisson chegou na pressão e deu um forte chute para frente. Ricardo Ernesto ainda tocou na bola, mas ela já tinha se encaminhado para o gol.

As equipes voltaram para a etapa final cientes de que o resultado levaria a decisão para os pênaltis, mas, apesar do clima tenso, a partida ficou truncada até a metade do segundo tempo, pois logo em seguida o Fantasma despertou para realizar uma boa apresentação diante do público de 7.085 pessoas. Com um canhão no pé, Schumacher pegou a bola de primeira e mandou no alto do gol, aos 27 minutos, deixando Ricardo Ernesto sem chances. Aos 34, Dione aproveitou cruzamento rasteiro e deu um carrinho para mandar carimbar o dele no fundo das redes e classificar o Operário.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade