0

Olho nele! Lautaro Martínez ganha força e vira destaque na Argentina

De reserva a titular, jovem atacante brilha pela Albiceleste e já tem dois gols na Copa América. Na semifinal, adversário dos hermanos será a Seleção Brasileira, no Mineirão

29 jun 2019
08h02
  • separator
  • 0
  • comentários

A Argentina segue viva na tentativa de quebrar um incômodo jejum que já dura 26 anos. Desde 1993, quando conquistou a Copa América, que a seleção principal não fatura um título. Em 2019, o adversário na semifinal será o anfitrião Brasil, em jogo que será disputado no Mineirão, na próxima terça-feira, às 21h30 (de Brasília).

Como era de se esperar, as atenções estarão voltadas para Lionel Messi, o grande astro da seleção. O camisa 10 tem como principal coadjuvante o experiente Sergio Agüero. Contudo, quem pede passagem como destaque na equipe de Lionel Scaloni é o jovem Lautaro Martínez, de apenas 21 anos.

-> CONFIRA A TABELA DA COPA AMÉRICA

O atacante da Inter de Milão começou a Copa América no banco de reservas, como suplente de Di María. Mas a má atuação dos hermanos na derrota por 2 a 0 contra a Colômbia fez o treinador mudar o time para a partida seguinte, contra o Paraguai. Lautaro foi a campo no lugar de Agüero, a Albiceleste melhorou, mas ficou no 1 a 1, gol de Messi, de pênalti.

Para o jogo decisivo da fase de grupos, Scaloni manteve Lautaro no ataque, voltando com Agüero ao time titular. O joia fez o primeiro e foi um dos melhores em campo no triunfo por 2 a 0 sobre o Qatar, que garantiu a vaga às quartas de final.

Lautaro Martínez tem dois gols em três partidas na Copa América (Foto: AFP)
Lautaro Martínez tem dois gols em três partidas na Copa América (Foto: AFP)
Foto: Lance!

Contra a Venezuela, na última sexta-feira, pelas quartas de final, Lautaro foi o principal nome da Argentina. Os melhores lances de ataque passaram por seus pés, como a enfiada para Agüero, que parou no goleiro, logo no início da partida. Em seguida, com um toque genial de letra, ele abriu o placar. Na etapa final, chegou a colocar uma bola na trave. Foi eleito pelos internautas em votação no site da Conmebol o craque da partida.

Durante o tempo em que ficou em campo, foi o motorzinho da Argentina, abrindo espaços na defesa da Venezuela, que precisou sair e deixou buracos. Quando deixou o campo, aos 19 da etapa final, os hermanos caíram de produção, perdendo o grande nome do time. Até chegaram ao segundo gol, com Lo Celso, após falha do goleiro Farinez.

Lautaro comemora após marcar de letra (Foto: Mauro PIMENTEL / AFP)

Nesta Copa América, Lautaro atuou em três partidas (ficou fora da estreia), fez dois gols e foi substituído em todas elas. Muito pela força e o nome de seus companheiros de ataque. Contra a Venezuela, esteve ao lado de Messi e Agüero, deixando no banco jogadores do quilate de Di María e Dybala.

ARTILHEIRO DA ERA SCALONI

A péssima participação da Argentina na Copa do Mundo de 2018 fez o técnico Jorge Sampaoli perder o seu cargo. Um futebol pobre, time desorganizado e eliminação nas oitavas de final para a campeã França por 4 a 3. As críticas sobre a seleção foi intensa.

A Associação do Futebol Argentino (AFA), então, apostou em Lionel Scaloni, que começou como interino e acabou efetivado no cargo. No princípio, ele não teve Messi, que se ausentou da equipe por alguns meses. O treinador passou a dar chances a novatos, entre eles Lautaro Martínez.

Já na Inter de Milão, Lautaro começou a fazer gols em sequência. Ele é o artilheiro da Argentina pós-Copa do Mundo. Com o gol anotado sobre a Venezuela, ele chegou a seis, em dez partidas disputadas e 0,6% por jogo pela seleção. Para efeito de comparação, tem média melhor que a de Messi, que marcou 68 vezes em 134 confrontos (0,5% por jogo). Na era Scaloni, o camisa 10 balançou a rede em apenas três ocasiões.

LAUTARO CHAMA A ATENÇÃO EM 2018

O início de 2018 para Lautaro Martínez foi explosivo. No Racing, ele despontou como grande promessa do futebol argentino, principalmente por seus gols na Libertadores. E os brasileiros foram os grandes alvos.

Lautaro foi o terror dos brasucas na Liberta de 2018 (Foto: Divulgação)

O Racing caiu no grupo de Cruzeiro e Vasco. No primeiro confronto contra os mineiros, Lautaro fez três no triunfo por 4 a 2, em Avellaneda. Diante do Vasco, ele marcou duas vezes, um no Estádio Presidente Perón e outro em São Januário.

Ainda em março de 2018, o jovem atacante, então com 20 anos, foi vendido à Inter de Milão por 30 milhões de euros (cerca de R$ 120,5 milhões à época). Lautaro juntou-se aos Nerazzurri em julho, após a primeira fase da Libertadores.

No time italiano, ele teve que esperar a sua vez. Começou no banco de reservas, como opção durante as partidas. Aos poucos, com bom rendimento, foi ganhando mais chances. A oportunidade caiu em seu colo quando o titular e compatriota Mauro Icardi brigou com o então técnico Luciano Spalletti, perdendo a braçadeira de capitão e a vaga no time, ficando fora por algumas partidas. Neste período, Lautaro abraçou a oportunidade e não a largou mais.

O jovem disputou, ao todo, 35 partidas pela Inter de Milão em sua primeira temporada, anotando nove gols. Agora com Antonio Conte no comando da equipe, ele tem a chance de despontar ainda mais no futebol europeu.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade