0

O caso do ucraniano que investiu R$ 0,05 e ganhou R$ 102 mil

Após obter vaga em torneio de US$ 5.300 de buy-in com só US$ 0,01 num satélite, Yevhenii Dushko ainda avançou no evento, terminou na 55ª posição e garantiu bela premiação

30 nov 2020
16h25
atualizado às 16h56
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Na noite da última quarta-feira (25), o peruano profissional de pôquer Diego Ventura sagrou-se campeão do Main Event do Caribbean Poker Party Online e faturou gigantesca forra. Além da grande história do craque sul-americano, a performance de Yevhenii Dushko também foi um dos destaques do torneio.

Yevhenii Dushko: ucraniano teve a incrível marca de 191.839.900% deROI - Retorno sobre o investimento (Divulgação)
Yevhenii Dushko: ucraniano teve a incrível marca de 191.839.900% deROI - Retorno sobre o investimento (Divulgação)
Foto: LANCE!

Dushko foi um dos dois jogadores que não efetuaram o buy-in de US$ 5.300 (cerca de R$ 28 mil), mas conseguiram a vaga por meio de um satélite por apenas US$ 0,01 (cerca de R$ 0,055). O ucraniano aproveitou muito bem a oportunidade única de enfrentar os melhores do mundo e fez bonito, superando o estouro da bolha, segundo o site SuperPoker.

O jogador ficou na 55ª colocação e faturou US$ 19.184 (cerca de R$ 102 mil) pela performance. O ROI (Retorno sobre o investimento) também chama atenção, sendo de impressionantes 191.839.900%.

"Tive sorte durante o Dia 1A, com um pas de ases contra par de oitos, isso ajudou a construir uma pilha e avançar para o Dia 2. Senti que joguei muito bem apesar do nível técnico obviamente diferente em comparação com os meus limites habituais, havia muitos jogadores fortes", revelou Dushko.

Durante o torneio, ele enfrentou grandes nomes do pôquer mundial, entre eles o embaixador do partypoker Isaac Haxton e o profissional Michael Addamo. Sobre o dinheiro conquistado, o jogador esbanjou sinceridade.

"Para ser honesto, nem pensei em grandes compras. Tenho que manter minha cabeça fria depois de ganhar este grande prêmio. O dinheiro vai ajudar minha vida com certeza, mas sinto que não tenho que fazer nada espontâneo. Isso também me ajudará a continuar crescendo como jogador de pôquer".

Ele também lembrou de quem sempre o apoia nessa jornada.

"Agradeço que meus amigos e familiares tratem meu amor pelo pôquer com respeito e sem os estereótipos sobre o jogo. Este apoio foi muito importante para mim", finalizou Yevhenii Dushko.

Veja também:

Ceni tem o 2º pior aproveitamento do Fla nos últimos 10 anos
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade