0

Novo treinador, velho Vasco: time não evolui em estreia de Luxemburgo

Cruz-Maltino volta a apresentar defeitos costumeiros na temporada de 2019 e começa era do novo treinador com o pé esquerdo ao empatar em 1 a 1 com o Avaí

19 mai 2019
21h43
atualizado às 23h01
  • separator
  • 0
  • comentários

A estreia de Vanderlei Luxemburgo no Vasco da Gama não foi a das mais marcantes na carreira do treinador. Além do resultado ruim que afunda mais ainda o Cruz-Maltino na zona de rebaixamento do Brasileiro, a atuação do time nos 90 minutos foi preocupante. Ofensivamente, o time pouco criou, dependeu de lampejos individuais que também não foram vistos com frequência ao logo da partida e teve dificuldades para quebrar a retranca do Avaí. O comandante terá trabalho pela frente. Próximo adversário, o Fortaleza promete dificultar a vida vascaína no Ceará.

SAÍDA DE BOLA

Vasco somente empatou com o Avaí em São Januário na estreia de Luxemburgo (Foto: Celso Pupo/Fotoarena)
Vasco somente empatou com o Avaí em São Januário na estreia de Luxemburgo (Foto: Celso Pupo/Fotoarena)
Foto: Lance!

Cruz-Maltino teve problemas no setor de criação (Foto: Celso Pupo/Fotoarena)

Um problema crônico do Vasco com Alberto Valentim e com Marcos Valadares e que apareceu na primeira partida de Luxemburgo foi a saída de bola. Muito chutão desproporcional e sem direção ao ataque e vários erros, em especial quando tentava fazer a transição em passes curtos, começando pelos zagueiros. Em um determinado momento do jogo a torcida mostrou-se extremamente irritada com os erros na defesa. Nem com o retorno de Andrey o defeito foi corrigido.

LATERAIS QUE NÃO CRIAM

Pikachu não vive melhor momento no Vasco (RAFAEL RIBEIRO/VASCO)

Yago Pikachu e Henrique não ajudaram em nada na criação de jogadas. De volta à lateral-direita, Pikachu foi alvo de crítica por parte dos torcedores. O paraense não vive sua melhor fase no time cruz-maltino e mais uma vez teve atuação abaixo da média. Por sua vez, Henrique não aproveitou a ausência de Danilo, suspenso devido ao cartão vermelho que recebeu contra o Santos, e pouco somou. De uma forma ou outra, o Vasco acabou sendo penalizado pela fraca exibição de seus laterais.

CAMISA 10 QUE NÃO BRILHA

Bruno César teve atuação abaixo da média e foi vaiado pela torcida (Foto: Paulo Sergio/Agencia F8 )

O momento de Bruno César não é bom e neste domingo ficou evidente. O meia briga para readquirir a melhor forma física e técnica, e tem sérias dificuldades para acelerar as jogadas. Depois de um erro de passe fácil para Valdívia, a torcida passou a vaiar o camisa 10. Foi substituído antes dos 15 minutos do segundo tempo.

SUBSTITUIR O MARRONY, LUXA?

Luxa colocou Valdívia no lugar de Marrony e torcida vaiou mudança (Foto: Marcello Dias/Eleven)

Luxemburgo não demorou a fazer mudanças em sua equipe na volta ao intervalo. Mexeu logo duas vezes. Porém, a substituição de Valdívia por Marrony não foi lá muito bem digerida pelos torcedores, que vaiaram a troca e gritaram o nome da cria da base. De fato, Marrony vinha sendo o mais perigoso jogador do Vasco, com as inserções pelo lado esquerdo. O Cruz-Maltino perdeu velocidade por aquele setor e Luxa reparou minutos depois, com a entrada de Jairinho.

BOA ATUAÇÃO DE SIDÃO

Sidão fez defesas importantes que evitaram derrota vascaína (Foto: Nayra Halm/Fotoarena)

O apoio a Sidão em São Januário veio antes e durante a partida. Já no aquecimento, o goleiro teve o nome exaltado pelos torcedores. Nos 90 minutos não decepcionou. Depois da fraca atuação contra o Santos, evitou um desastre maior ainda em São Januário fazendo ao menos três defesas importantes. Não teve culpa no gol de empate do Avaí.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade