0

'Neymar não pode cobrar algo que não cumpriu', afirma diretor do Barça

Brasileiro acionou a Justiça cobrando a segunda parcela de sua renovação contratual

4 fev 2018
11h14
  • separator
  • comentários

Neymar voltou a ser assunto no Barcelona durante a semana por questões extracampo. Neste domingo, o diretor esportivo Jordi Mestre afirmou que o camisa 10 do PSG não tem direito a pedir nenhum valor referente a sua renovação de contrato com os catalães, no fim de 2016.

O brasileiro entrou na Justiça contra o Barcelona pedindo 43 milhões de euros (R$ 170 milhões), valor referente à segunda parcela de sua renovação. No entanto, o clube espanhol não pagou por conta de sua transferência para o PSG, em agosto de 2017.

- Moralmente ele não tem direito de pedir algo que não cumpriu. Eu acredito que se oferecemos condições a ele, era pra que fossem cumpridas. Se não cumpre, não tem porque cobrar. A justiça vai decidir - declarou o cartola, aos jornais "Sport" e "Mundo Deportivo".

Questionado, Jordi Mestre afirmou que está decepcionado com Neymar por conta dessa ação na Justiça. E foi além.

- E pela atitude que teve durante a transferência no ano passado.

Neymar está brilhando no PSG (Foto: AFP)
Neymar está brilhando no PSG (Foto: AFP)
Foto: Lance!

Neymar deixou o Barcelona em agosto (Foto: PAU BARRENA / AFP)

O dirigente relatou ainda que o jogador e seu pai não foram transparentes durante as negociações.

- Ele não falou nada pra gente. Se ele tivesse falado algo, o PSG poderia ter ficado com ele por menos dinheiro e teria nos custado menos dinheiro. O comportamento de Neymar inflacionou o mercado.

Jordi Mestre explicou que Neymar gostaria de ser 'o cara' do Barcelona. Mas enquanto tiver Messi...

- Ele viu que nunca seria o número um enquanto Messi estiver no Barça e evidentemente só terá um Messi. Ele colocou na cabeça que para ser o número 1 deveria sair do Barcelona e é legítimo que pense assim.

Por fim, o diretor revela que o clube sentiu a saída de Neymar, principalmente porque o técnico Ernesto Valverde havia acabado de chegar.

- Foi um pequeno terremoto, porque desaparecia o tridente e Valverde, que tinha acabado de chegar ficou sem ele. Não enlouquecemos e foi feito um bom trabalho - finalizou.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade