0

'Muito aberto, tudo pode acontecer': Carille não joga a toalha após derrota

Técnico corintiano lembra de viradas na Liga dos Campeões para justificar esperança

16 mai 2019
00h08
atualizado às 00h11
  • separator
  • comentários

O Corinthians foi derrotado pelo Flamengo no jogo de ida das oitavas de final da Copa do Brasil, por 1 a 0, nesta quarta-feira, em Itaquera. No entanto, o discurso no clube é otimista. O técnico Fábio Carille não joga a toalha e lembra que o futebol já deu provas de que é possível conquistar grandes viradas.

Corinthians x Flamengo Carille
Corinthians x Flamengo Carille
Foto: Rodrigo Gazzanel/RM Sports / Lance!

- Tá muito aberto, puxa, futebol... Claro que não comparando qualidade, o que aconteceu na Europa na semana passada (viradas nas semifinais da Liga dos Campeões)... Tudo pode acontecer, um gol lhe coloca numa disputa de pênaltis. Está muito aberto ainda - disse o treinador, referindo-se às viradas conquistadas por Liverpool e Tottenham sobre Barcelona e Ajax, respectivamente.
Carille evitou fazer críticas nominais e deu os méritos ao Flamengo após a derrota em Itaquera.

- O gol que nós tomamos foi de uma infiltração que eu sabia, o Arão vem fazendo isso. Foi uma ótima bola do Bruno (Henrique). Dois jogos grandes de times que gostam de ficar com a bola. São dois jogos grandes que qualquer um poderia ganhar. Tivemos a situação do Love, que o Diego tirou de soco. São jogos grandes e iguais - comentou.

Carille admitiu que Boselli vem enfrentando dificuldades de adaptação ao futebol brasileiro. O argentino teve atuação muito apagada na derrota para o Flamengo e quase não tocou na bola.

- São duas situações. Primeiro, a gente entender a forma dele jogar. Segunda, a nossa intensidade é muito diferente do que ele enfrentou no México. A intensidade lá é diferente. Estou vendo que ele está tendo dificuldade - analisou.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade