1 evento ao vivo

Mudanças pesam e Botafogo mantém a marca de time que mais empata

Ao lado do Grêmio, Alvinegro tem igualdades no Campeonato Brasileiro; diante do Santos, escalação com mexidas trouxe dificuldade para desenvolver jogo ofensivo

21 set 2020
06h02
atualizado às 09h03
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O Botafogo é sinônimo de empate no Campeonato Brasileiro em 2020. A equipe comandada por Paulo Autuori é, ao lado do Grêmio, a que mais possui igualdades no placar: sete ao todo. Contra o Santos, no último domingo, não foi diferente: zero a zero. Na partida disputada no Estádio Nilton Santos, contudo, o resultado pareceu representar até mesmo lucro.

Botafogo x Santos (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Botafogo x Santos (Foto: Vítor Silva/Botafogo)
Foto: Lance!

Pelo compromisso diante do Vasco, na próxima quarta-feira, válido pela Copa do Brasil, o Botafogo entrou com cinco mudanças no time titular e uma equipe que nunca havia entrado em campo junta. O entrosamento pesou e o Alvinegro teve dificuldade para incomodar o Santos, principalmente no ataque.

Em um 4-4-2, a intenção do Botafogo era acionar Davi Araújo e Rhuan em velocidade nas pontas em contra-ataques. Os laterais do Santos, contudo, não avançaram com frequência - consequentemente, o desejado espaço para as transições não apareceu.

O melhor momento do Alvinegro na partida foi no final do primeiro tempo, quando Caio Alexandre liderou as ações da equipe. O camisa 19 colocou a bola no chão, tentou criar chances a partir de toques curtos, mas o Botafogo não teve nenhum lance efetivo de perigo.

Do outro lado, Gatito Fernández e a defesa tiveram trabalho. Por mais que Marinho, um dos destaques individuais do Brasileirão, não tivesse aparecido para o jogo com a frequência usual, o Santos assustou o Glorioso. As tramas aconteciam geralmente pelo lado esquerdo e eram lideradas por Carlos Sánchez e Arthur Gomes. No segundo tempo, a entrada de Kaio Jorge também aumentou o poderio ofensivo do Peixe.

Por mais que carregar o estigma de ser a equipe que mais empata no Brasileirão - ainda mais no começo da competição -, seja ruim, a igualdade, pelo o que foi apresentado dentro de campo, não foi um dos piores cenários para o Botafogo. Agora, a chave do Glorioso muda: o clube de General Severiano pensa na Copa do Brasil.

Veja também:

Editor do L! analisa os destaques e decepções do primeiro turno do Brasileiro
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade