1 evento ao vivo

Montenegro afirma que Moreira Salles podem investir R$ 50 milhões no CT após as eleições do Botafogo

Ex-presidente afirma que João e Walter, envolvidos nas mudanças do futuro centro de treinamento, têm relação ruim com o Alvinegro

28 out 2020
20h25
atualizado às 20h31
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O futuro centro de treinamento do Botafogo está a par dos irmãos Moreira Salles. João e Walter, que compraram o Espaço Lonier, na Zona Oeste do Rio de Janeiro, estão controlando os próximos passos do espaço. Em entrevista realizada nesta quarta-feira, Carlos Augusto Montenegro deu mais detalhes.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

- Eles (Irmãos Moreira Salles) vão botar mais R$ 50 milhões pra termos o melhor CT da América Latina, com seis campos, vão dar a manutenção de tudo por cinco anos, só vamos colocar lá os profissionais. Tudo de manutenção eles vão pagar. Estou preocupado que pelo menos uma vez na vida tenhamos uma coisa descente, não um Caio Martins caindo aos pedaços - afirmou.

Inicialmente, os Irmãos Moreira Salles, em um investimento de R$ 25 milhões, compraram e fizeram obras a curto prazo no terreno do futuro CT. O combinado era de que o Botafogo pagaria 360 parcelas mensais em cinco anos. Montenegro, contudo, afirma que o clube não honrou com os compromissos e João e Walter se sentiram prejudicados.

- (Os Irmãos) Compraram vários terrenos. Demoraram porque queriam tudo legalizado, gastaram 25 milhões. Fizeram um contrato com o Botafogo, tudo linkados com a obra. Cada um iria arcar com a sua parte. O Botafogo não honrou, pagou 400 mil e mais nada. Eles perderam a paciência, estão desanimados. Eles poderiam entrar judicialmente, mas resolveram dar mais uma chance para o Botafogo - lembrou.

Mesmo com a atual situação, João e Walter não desistiram: os irmãos querem investir no CT, mas de uma forma ainda mais profissional. Eles pretendem derrubar os três campos inferiores do espaço e realizar uma obra tendo o CT da seleção de Portugal como modelo. Isso tudo, porém, apenas depois das eleições, marcada para 24 de novembro.

- Os irmãos gostariam de conversar com o próximo presidente. Se o próximo presidente for uma das pessoas que não deram satisfação a eles, eu acho que eles não vão fazer isso (ajudar no CT). Pelo o que eu sei, eles não conhecem pessoalmente nenhum dos três candidatos. Mas eu sei que uma das pessoas que eles não gostam, que os ignorou, está em um grupo que tem um candidato - bradou o ex-presidente.

O dirigente revelou que a ideia dos irmãos é reformar o CT, colocá-lo o espaço em um plano de fundação sem fins lucrativos e deixá-lo para equipe treinar. A tendência é que a futura diretoria consiga utiliza-lo por cinco anos sem gastar com manutenção.

- O CT é uma prioridade que não tem nada a ver com a nossa situação. Eles deram o terreno, mas não adianta ficar com aquilo cheio de matagal. Botafogo não tem dinheiro para pagar conta de luz. A ideia dos irmãos é fazer uma fundação sem fins lucrativos, colocar o terreno nessa fundação e, em um ano, entregar para o Botafogo. O time usaria por cinco anos sem gastar um centavo de manutenção. Isso é um presente de Natal, mas não sei se todos pensam como eu penso. Tem gente que acha que é melhor ficar com o terreno. Mas nem isso é nosso, se eles quiserem pode pedir o terreno de volta - finalizou.

Veja também:

Estudo mostra os clubes que mais faturaram grana da TV de 2010 a 2019
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade