0

Mina deve apostar em boas atuações pela Colômbia para garantir futuro

Sem espaço no Barcelona, o zagueiro vem se destacando pela seleção colombiana na Copa do Mundo e pode convencer o técnico Valverde. Fenerbahçe tem interesse na transferência

29 jun 2018
07h09
  • separator
  • comentários

Em Samara, a Colômbia garantiu a importante vitória por 1 a 0 sobre Senegal e se classificou para as oitavas de final da Copa do Mundo. Porém, engana-se quem pensa que o resultado foi conquistado com simplicidade. Após sofrer intensa pressão do rival no primeiro tempo, os 'Los Cafetones' ainda tiveram que buscar a vitória sem James Rodríguez, que deixou o campo lesionado, e Yerry Mina salvou o dia ao fazer o único gol da partida na etapa final. Com a marca, o zagueiro assumiu a artilharia da seleção colombiana neste Mundial, com dois gols.

Mina tem sido um dos destaques da Colômbia no Mundial
Mina tem sido um dos destaques da Colômbia no Mundial
Foto: MANAN VATSYAYANA / AFP / Lance!

Apesar da intensa festa da torcida e da retomada de confiança no jogador, que deixou sua marca diante da Polônia (3 a 0) e Senegal (1 a 0), a convocação de Mina para a Copa do Mundo 2018 foi repleta de incertezas. No momento em que entrou na lista dos preteridos de Pékerman, o zagueiro já estava atravessando um período de instabilidade no Barcelona, após apenas seis meses no clube, e foi para o primeiro compromisso da Colômbia na fase de grupos como opção no banco de reservas.

Em coletiva de imprensa antes da partida contra o Japão, o técnico Pékerman declarou que o jogador ficaria como opção pois ainda precisava recuperar o ritmo de jogo que perdeu no Barcelona, onde assinou um contrato de 12 milhões de euros. Sua chegada ao time catalão, em janeiro deste ano, era aguardada com bons olhos pela comissão técnica, que procurava um substituto imediato para Mascherano (transferido para o Hebei China Fortune) e se convenceu do nível do jogador pelo futebol apresentado no Palmeiras.

Entretanto, a parceria não vingou e Mina pode estar próximo de deixar a Espanha, já que a diretoria do Barça encaminha acordo para contratar o zagueiro francês Lenglet, que atua no Sevilla. Uma chance de Mina convencer o técnico Ernesto Valverde de que pode ser peça importante no time é através de boas atuações pela seleção colombiana. Por enquanto, a mídia internacional alimenta o assunto afirmando que tendência é que o jogador deixe o clube para abrir espaço para a chegada de Arthur, do Grêmio. O Barça pode ter apenas três jogadores sem passaporte europeu no elenco e essas vagas são ocupadas por Philippe Coutinho, Paulinho e pelo próprio Mina.

Enquanto o jogador vive o período de incertezas, o jornal turco Sabah, afirmou que o empresário de Mina deu sua palavra aos dirigentes do Fenerbahçe, time da primeira divisão do país, de que o defensor viaja para Istambul após a Copa do Mundo para assinar vínculo de empréstimo junto ao Barcelona por uma temporada. Antes de receber sondagem do clube turco, Borussia Dortmund, West Ham e Liverpool entraram em contato com o time espanhol interessados na contratação do jogador, mas as negociações não foram para frente. Resta a Mina aproveitar a classificação colombiana para atrair atenções e definir seu futuro.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade