0

Milan quer Godín para solucionar problemas do setor defensivo

Os Rossoneri já sofreu 18 gols no Campeonato Italiano e acredita que o uruguaio seja o nome ideal para reforçar a equipe, por juntar experiência e qualidade técnica

6 dez 2018
09h39
atualizado às 11h52
  • separator
  • comentários

O contrato de Diego Godín com o Atlético de Madrid se encerra em julho de 2019. Com isso, o experiente zagueiro uruguaio entra na mira de alguns clubes europeus. Internazionale, Juventus e Manchester United são algumas das equipes interessadas. Segundo a 'Gazzetta dello Sport', o Milan é mais um clube que entrou no negócio.

O contrato de Godín com o Atleti se encerra no meio de 2019 (Foto: Curto de la Torre / AFP)
O contrato de Godín com o Atleti se encerra no meio de 2019 (Foto: Curto de la Torre / AFP)
Foto: Lance!

Capitão dos Colchoneros, Godín vive um impasse com seu atual clube. O Atlético de Madrid tem uma política de oferecer contratos de apenas um ano de duração para jogadores acima de 30 anos. Godín, por sua vez, gostaria de um contrato maior e as partes ainda não chegaram a um acordo.

O Milan acredita que Godín é o reforço ideal para a zaga, que não vive bom momento e tem um dos piores números entre os dez primeiros colocados da Serie A, com 18 gols sofridos. Os Rossoneri enxergam no zagueiro uruguaio tanto a qualidade técnica quanto a experiência necessária para conduzir a zaga da equipe.

De acordo com jornal espanhol 'As', as diferenças entre o jogador e o clube aumentaram. Aos 32 anos, Godín está lesionado, com problema muscular e ainda sem precisão de retorno. O uruguaio chegou no Atlético em 2010 e se consagrou como um dos maiores ídolos do clube.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade