3 eventos ao vivo

Michel Araújo cita confiança do Flu e vê dificuldade com campo sintético

Meio-campista uruguaio analisou o confronto do Fluminense deste sábado, contra o Athletico-PR, na Arena da Baixada

21 ago 2020
15h48
atualizado às 18h52
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Depois de uma dura derrota contra o Red Bull Bragantino, o Fluminense terá mais um difícil duelo fora de casa. Neste sábado, o Tricolor vai até a Arena da Baixada para enfrentar o Athletico-PR, que também busca recuperação após resultados ruins. Na véspera do duelo, o uruguaio Michel Araújo comentou a expectativa para o confronto e a estratégia do time de Odair Hellmann.

Michel Araújo em entrevista na Arena da Baixada na véspera do jogo do Fluminense (Foto: Reprodução)
Michel Araújo em entrevista na Arena da Baixada na véspera do jogo do Fluminense (Foto: Reprodução)
Foto: Lance!

- Será um jogo muito difícil para nós, como são todos os do Brasileirão. Esperamos uma partida muito jogada, com posse de bola. Temos que ficar mais tempo com a bola, chegar ao gol do adversário. Vamos fazer uma partida para tentar ganhar a todo momento. Acho que estamos com confiança para fazer um bom jogo - disse o jogador.

Uma das grandes dificuldades de enfrentar o Athletico em Curitiba é o gramado sintético da Arena. O Flu já jogou nesse tipo de campo neste ano. Michel Araújo analisou a diferença para a grama normal e falou sobre a semelhança entre o frio de Curitiba e o do Uruguai.

- A bola fica diferente, corre mais rápido. Se está molhado fica muito difícil controlar. Temos que nos adaptar muito rápido ao campo, tem que usar o treino para ficar com a bola, fazer uma posse - comentou.

- Eu já estava com saudade desse frio. O clima que está fazendo aqui em Curitiba acontece muito no Uruguai. No inverno esse rio é comum. Agora tenho meu mate, que está fazendo a diferença e já aquece bastante (risos). Os companheiros estão buscando o mate também. O Ganso gosta muito de tomar, o Muriel também, ele tem o próprio e traz para cá - completou.

Veja também:

Confira a repercussão da morte de Maradona na Argentina e pelo mundo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade