0

Bisping anuncia lesão e diz que retorno ao UFC deve demorar

Campeão dos médios nega cancelamento oficial de superluta com GSP e chama demora de canadense em voltar ao octógono de "bênção disfarçada" por conta sua lesão no joelho

17 mai 2017
12h08
atualizado às 12h44
  • separator
  • comentários

Na última semana, o presidente do UFC Dana White anunciou que não iria mais esperar pela volta de Georges Saint-Pierre e então promoveria o duelo entre o campeão Michael Bisping e Yoel Romero pelo título dos médios. O campeão, porém, não confirma que a superluta está fora de questão e ainda comemora, pois revelou estar machucado.

Em participação em seu podcast "Believe You Me", Bisping declarou que a demora de St-Pierre se transformou em uma "bênção disfarçada".

- É uma bênção disfarçada porque não posso lutar tão cedo. Não posso me exercitar e nem treinar. Meu joelho está me dando muitos problemas. Começou na Tailândia, e ainda não melhorou. A situação é que não vou estar pronto para lutar de novo em breve, por isso essa situação toda funciona perfeitamente para mim - detalhou o campeão dos médios.

Georges Saint-Pierre ainda declarou que não recebeu qualquer confirmação do UFC de que a superluta está fora dos planos.

- Para esclarecer, até agora não há palavra oficial do UFC. Não ouvi nada e Georges ainda está contando com isso (com a superluta). Eu ainda conto com isso. Não tivemos um acordo para a luta, mas esse é o plano. Essa foi a oferta e eu aceitei. Acho que uma vez que o acordo é feito nós devem cumpri-lo - declarou o astro inglês.

Michael Bisping não defende o cinturão dos médios desde outubro do ano passado, quando venceu Dan Henderson. O inglês espera fazer a superluta pelo título dos médios contra Georges Saint-Pierre. Na última semana, Dana White garantiu que não esperaria mais por GSP. Mas, com a notícia da lesão de Bisping, o presidente da organização ainda não se pronunciou.

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade