5 eventos ao vivo

Meta inicial de 30 mil, aumento na arrecadação e reforços: os efeitos dos 100 mil sócios do Vasco

Programa vascaíno passou de 33 para 100 mil em uma semana de promoção; Campello prorrogará os 50% de desconto até o final do Campeonato Brasileiro

30 nov 2019
06h05
  • separator
  • 0
  • comentários

A torcida do Vasco tem papel fundamental ao longo da história do clube. Em 2019, além do apoio nas arquibancadas e na arrecadação para a construção do novo Centro de Treinamento, os vascaínos mostraram a importância também no programa de sócio-torcedor. Nesta sexta-feira, o clube ultrapassou a marca dos 100 mil associados e vê nisso a oportunidade de ter um cenário mais animador no planejamento de 2020.

Vasco já passou dos 100 mil sócios-torcedores (Foto: Divulgação/Vasco)
Vasco já passou dos 100 mil sócios-torcedores (Foto: Divulgação/Vasco)
Foto: Lance!

Em janeiro, o Vasco tinha 21 mil sócios e antes do início da mobilização somava 33.447. De acordo com o presidente Alexandre Campello em discurso na loja oficial, o site chegou a oito mil acessos simultâneos e uma média de 800 sócios por hora. Atualmente, o Cruz-Maltino, com mais de 105 mil sócios até o fechamento desta reportagem, está atrás apenas de Flamengo (140 mil), Internacional (126,4 mil) e Atlético-MG (110 mil).

- A meta quando eu cheguei ao Vasco, em junho, era fechar 2019 com 30 mil sócios. Essa meta foi batida no fim de outubro, quando tivemos quatro jogos em São Januário dentro do mesmo mês. Particularmente, eu sou aficionado por números, gosto de trabalhar com metas, e a gente também traçou uma meta lá atrás quando desenhou a promoção, todo o planejamento da Black Friday. Só que com essa resposta da torcida vascaína e essas quase 1.000 adesões por hora, fica difícil trabalhar com qualquer meta a partir de agora - disse Eduardo Sá, que é o diretor do plano de sócios, ao LANCE!.

> Veja e simule a tabela do Campeonato Brasileiro
Para se ter ideia, em 2009, quando estava na Série B, o Vasco fez uma campanha com o programa "O Vasco é Meu". O objetivo era atingir os 100 mil sócios. Os valores variavam entre R$ 45 (mensais) e R$ 500 (título) para Sócio Proprietário, R$ 30 (mensais) e R$ 100 (título) para Sócio Geral e R$ 20,00 (mensais) na categoria Torcedor Vascaíno. Esse formato, porém, não teve continuidade. O clube estudou outros exemplos para reformulação e lançou o novo programa no ano passado.

Muitos torcedores aderiram ao sócio já pensando no planejamento do Vasco para 2020, que começa a ser traçado pela diretoria. Para Eduardo Sá, esse aumento pode representar melhorias também no futebol.

- Esse aumento do número de sócios gera um incremento grande de receita, que irá ajudar na reestruturação do Clube como um todo - e, consequentemente, no planejamento do futebol profissional - afirmou.

Os planos

Atualmente, o Vasco conta com quatro planos. O "Camisas Negras" tem custo de R$ 7,98 mensais e dá direito apenas ao torcedor concorrer a um ingresso por jogo. Depois, vem o plano "De Norte a Sul", exclusivo para vascaínos de fora do Rio de Janeiro. Ele custa R$ 14,98 e dá desconto de 50% na compra de ingressos de arquibancada, prioridade na aquisição nos jogos fora em que o Vasco é o mandante, e experiências exclusivas nas partidas que acontecem na cidade do sócio.

Já no "Caldeirão", com valor de R$ 24,98, o sócio-torcedor tem um desconto de 70% no ingresso de arquibancada. Acima dele há outros três planos: Colina (R$ 39,98), Caldeirão Mais (R$ 69,98) e Colina Mais (R$ 109,98). O primeiro dá desconto de 70% em todos os setores e até dois convidados com 50% de desconto (por mais R$ 20 mês cada). O seguinte tem desconto de 100% na arquibancada e até dois convidados com 50% de desconto no mesmo setor. O mais caro dá 100% em todos os setores e até quatro convidados com 50% de desconto em todos os setores.

- O plano com maior adesão foi, disparado, o Caldeirão. Sem dúvida que a questão dos sócios reforça o caixa do clube. Mas ainda estamos no meio desse processo de adesões, então não é possível, ainda, saber de quanto, exatamente, será este reforço ao fim da promoção. Até então, o Vasco vinha arrecadando, por mês, cerca de R$ 1,3 milhão com o Sócio Torcedor, e esse número terá um aumento significativo a partir de agora - completou.

O número de sócios já vinha aumentando por conta da campanha mais estável do Vasco de Vanderlei Luxemburgo. Com o desconto da "Black Friday", porém, o movimento alavancou o programa, contando com uma mobilização intensa, especialmente nas redes sociais. A primeira meta era de 50 mil e foi batida na quarta-feira.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade