0
Logo do Fluminense
Foto: terra

Fluminense

Mesmo com derrota na estreia do Brasileirão, Fluminense sai otimista

Posse de bola em Itaquera foi praticamente igual e o Tricolor teve mais finalizações certas do que o Corinthians

17 abr 2018
07h32
atualizado às 07h32
  • separator
  • comentários

"Saio mais otimista do que quando cheguei", disse Abel Braga após a derrota do Fluminense para o Corinthians na estreia do Campeonato Brasileiro. Além do comandante, outros jogadores também apontaram que o Tricolor teve chances de sair com ao menos um ponto ou até a vitória de São Paulo. De fato, o Flu teve uma boa atuação na segunda etapa e pagou caro pelos dois erros que cometeu defensivamente, que culminaram nos gols de Rodriguinho.

Corinthians x Fluminense
Corinthians x Fluminense
Foto: Miguel SCHINCARIOL / LANCE!

Os cariocas finalizaram 13 vezes, duas a mais do que os paulistas, que chutaram 11 vezes ao gol. Além disso, foram quatro no alvo, contra duas dos adversários. Os mandantes foram eficientes, enquanto os visitantes pecaram na frente de Cássio. Esse foi um problema recorrente nesses primeiros meses da temporada e algo que, mesmo com a entrada de Pablo Dyego na equipe titular e João Carlos já na parte final, não foi resolvido.

- Conseguimos o gol de empate e depois só teve um time em campo. Qual defesa meu goleiro fez? Tivemos duas ou três chances. É uma pena. Mas saio otimista. Saio hoje mais otimista do que quando cheguei. Queria ver a reação da equipe. Mostramos que temos um grupo forte. Tivemos muita aplicação tática. Neutralizamos o que o Corinthians têm de mais forte, mas é o campeão brasileiro. Quando tiveram duas chances não erraram. Nós tivemos algumas e não concretizamos - analisou Abel.

Outro número que chamou a atenção na partida foi a quantidade de lançamentos errados do Fluminense. Foram 22 sem sucesso contra 12 certos. Mesmo com um ataque mais alto do que o normal, o Tricolor apostou pouco em cruzamentos, fazendo apenas 10 frente aos 34 do Corinthians. Pedro e Pablo Dyego foram os titulares na frente, com 1,85 m e 1,74 m, respectivamente.

Por fim, é possível fazer uma avaliação positiva do Fluminense na Arena Corinthians. É uma equipe que chega no Brasileirão desacreditada e tem problemas claros no elenco, mas conseguiu fazer um jogo de igual para igual com o atual campeão. A profundidade que Ayrton Lucas dá pelos lados é uma ferramenta poderosa para Abel. O treinador, porém, ainda precisa organizar melhor seus comandados para que as qualidades não se percam durante os jogos.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade