0

Medidas do governo do Rio preveem 50% de capacidade nos estádios e distanciamento entre torcedores

Flexibilização está prevista para acontecer apenas na segunda fase da busca por retomada às atividades em meio à pandemia do novo coronavírus

22 mai 2020
18h43
atualizado às 18h43
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

A retomada da rotina do esporte acontecerá aos poucos no Rio de Janeiro. Conforme o UOL divulgou nesta sexta-feira, a ocupação máxima de 50% da capacidade dos estádios e o distanciamento de dois metros entre os torcedores estão entre as determinações para eventos esportivos. As medidas serão adotadas na segunda fase do plano elaborado pela Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Governo do Estado do Rio de Janeiro, que fala sobre a retomada das atividades em meio à pandemia do novo coronavírus.

Combate à infecção será bastante rígido no esporte (Foto: Divulgação)
Combate à infecção será bastante rígido no esporte (Foto: Divulgação)
Foto: Lance!

Intitulado "Pacto social pela saúde e pela economia do Estado do Rio de Janeiro", o programa tem três fases de retorno (bandeira verde, amarela e vermelha), de acordo com a curva de contágio de COVID-19.

A mudança de arenas fechadas para ocupação de 50% dos estádios seria na "bandeira amarela", que projeta flexibilização das atividades. Para que isto ocorra, será necessário que a taxa de ocupação dos leitos de UTI estejam entre 70% e 90% e que a taxa de novos casos da doença esteja negativa nos últimos sete dias.

As outras medidas, como foi divulgado pelo "Globo Esporte", preveem uso de máscaras para clientes e funcionários e desinfecção de arquibancadas, sanitários, áreas comuns, antes de partidas, bem como vestiários e materiais esportivos antes e depois de treinos e partidas.

Além disto, serão aferidas temperaturas de torcedores, jogadores, comissão técnica, árbitros, delegados, profissionais de imprensa e profissionais da administração dos estádios e arenas. O profissional que apresentar febre será impedido de trabalhar e haverá orientação de isolamento profissional.

Também estão previstos treinos e jogos em ambientes abertos, além da testagem para COVID-19 nos profissionais no retorno às atividades.

Veja também:

Pelé é superestimado? Editor do L! avalia polêmica criada por site inglês
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade