3 eventos ao vivo

Mauro Silva faz 'confissão' sobre título do Bragantino: 'Só acreditamos quando tocamos na taça'

Meio-campista que viria a ser campeão da Copa do Mundo três anos depois afirma que dificuldade em superar os quatro grandes minava com o pensamento de título

27 ago 2020
14h33
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Por conta do aniversário na última quarta-feira (26) de 30 anos do título paulista conquistado pelo Bragantino, um dos jogadores de maior importância tanto para aquele elenco como na história do futebol brasileiro foi ouvido e teve suas palavras reproduzidas no site oficial do clube: Mauro Silva.

Reprodução
Reprodução
Foto: Lance!

E, com absoluta sinceridade, Mauro contou que o sentimento dentro do grupo antes do início da competição, apesar da ciência da montagem de um elenco forte, não passava pela conquista de uma taça inédita.

Principalmente pelo fato de que, como acontece corriqueiramente, equipes como Corinthians, Palmeiras, Santos e São Paulo já iniciam o torneio com favoritismo:

- Você entra no Paulista sabendo que terá de vencer os quatro grandes, e eles são sempre favoritos. Sinceramente, era difícil acreditar que chegaríamos tão longe. Só acreditamos mesmo no que havíamos feito quando tocamos a taça.

Além de comentar sobre suas características que acabaram modificadas entre a saída de Vanderlei Luxemburgo e a chegada de Carlos Alberto Parreira, o ex-jogador campeão do mundo com a Seleção em 1994 fez rasgados elogios ao hoje treinador do Palmeiras:

- Eu era um volante de mais saída. Abria pela direita e cruzava para os atacantes. Com o Parreira, que chegou em 91, eu passei a jogar mais preso. O Luxemburgo fez toda a diferença. Éramos uma equipe agressiva, vertical. Saíamos em velocidade e marcávamos alto. Hoje isso é comum de se ver, mas na época foi inovador, ainda mais pra um time do interior.

Veja também:

Veja as principais revelações que saíram do CT do São Paulo
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade