0

Marcos Guilherme, do Al Wehda, lamenta tragédia no CT do Flamengo

Brasileiro revela ligação próxima ao jovem Gedson Santos, um dos garotos que faleceu no incêndio no Ninho do Urubu: 'Gedinho era da minha cidade e sempre o apoiamos'

10 fev 2019
14h51
  • separator
  • comentários

O meia-atacante Marcos Guilherme marcou o terceiro gol na vitória de 3 a 1 do Al Wehda sobre o Al Raed, no último sábado, pela 19ª rodada do Campeonato Árabe. Os outros tentos da equipe foram do compatriota Renato Chaves e do árabe Fawaz Al Sagourq. O congolês Mboyo descontou para os donos da casa.

O triunfo deste final de semana, no entanto ficou em segundo plano. A tragédia no CT do Flamengo, na última sexta-feira, deixou o ex-jogador do São Paulo muito abalado. Ele ainda revelou que conhecia e era uma espécie de padrinho do jovem Gedson Santos, um dos garotos que perdeu a vida no incêndio.- É muito triste tudo isso. Quando comecei a ler as notícias sobre o incêndio, fiquei sem chão. O Gedinho era da mesma cidade que eu, Itararé, e nós sempre o ajudamos e o incentivamos a lutar pelos sonhos dele. Antes de ir ao Flamengo, havia jogado no Atlético Paranaense e estava no caminho certo. Infelizmente, a vida e os sonhos dele e de outros garotos foram interrompidos por essa tragédia - disse.

Natural de Itararé, Marcos Guilherme passou pelas categorias de base do Atlético Paranaense e da seleção brasileira. Antes de chegar ao Al Wehda, ele ainda defendeu o Dínamo de Zagreb e o São Paulo.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade