PUBLICIDADE
Logo do

Corinthians

Meu time

Mancini explica opção por Otero, Cazares e Jemerson no banco: 'Queria um Corinthians mais leve'

Trio está em fim de contrato e a tendência é não renovar com o Timão. Treinador, porém, avisou que vai continuar utilizando os três enquanto tiverem vínculo com o clube

12 abr 2021
06h58 atualizado às 09h42
0comentários
06h58 atualizado às 09h42
Publicidade

Na escalação do Corinthians para enfrentar o Guarani, no último domingo, em Campinas, chamou a atenção a ausência no time titular do trio Otero, Cazares e Jemerson, que tem contrato com o clube somente até o dia 30 de junho. No entanto, Vagner Mancini rechaçou que a opção tem a ver com a provável saída deles. A ideia, segundo o técnico, foi deixar a equipe mais leve na partida.

Vagner Mancini explicou por que deixou trio no banco de reservas em Campinas (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Vagner Mancini explicou por que deixou trio no banco de reservas em Campinas (Foto: Rodrigo Coca/Ag. Corinthians)
Foto: Lance!

TABELA

GALERIA

Após a vitória por 1 a 0 sobre o Bugre, o comandante corintiano concedeu entrevista coletiva e foi questionado sobre ter deixado o trio no banco de reservas, dando lugar no 11 inicial para Bruno Méndez, Ramiro e Vitinho. E evitou falar das questões contratuais e se baseou nos aspectos técnicos, mas não garantiu a permanência dos jogadores até o término do vínculo.

- Eles são atletas do Corinthians, o Otero entrou na partida, o Jemerson não entrou por alguma circunstância, o Cazares também, mas é importante dizer que eles são atletas do Corinthians e enquanto eles tiverem contrato, não sei se até o término do contrato deles haverá algum acordo ou não, eu olho simplesmente a parte técnica - afirmou o treinador alvinegro.

Mancini também quis deixar claro que o fato de ter colocado o trio no banco não significa que ele já esteja fazendo testes para quando Otero, Cazares e Jemerson saírem do clube. A intenção, de acordo com o técnico, é rodar o elenco para encontrar cada vez mais opções para as necessidades do ano.

- A tentativa era fazer uma equipe mais leve, uma equipe rápida, com um pouco mais de intensidade, por isso essa opção, nada em cima de teste, nada em cima de algo que extrapole. E é o que eu venho dizendo: há a necessidade de dar uma mesclada no time do Corinthians, para que a gente tenha mais jogadores aptos a entrar e realizar as funções - concluiu.

Segundo apurou o LANCE!, a tendência de momento é que nenhum dos três jogadores renove contrato com o Corinthians por conta das altas cifras envolvidas e da necessidade do clube em conter gastos. O Timão não deve fazer oposição caso outras equipes se interessem em assinar pré-contrato com algum deles, e pode até facilitar uma saída antes do término do vínculo.

Lance!
Publicidade
Publicidade