1 evento ao vivo

Luxemburgo recebe alta e pode voltar a trabalhar na próxima semana

Depois de passar por cirurgia para retirar a vesícula, o técnico do Palmeiras foi para casa nesta sexta e ficará alguns dias de repouso antes de retornar à Academia de Futebol

26 jun 2020
16h02
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

Vanderlei Luxemburgo já está em casa. Cerca de 24 horas depois da cirurgia para retirar a vesícula, o técnico recebeu alta na manhã desta sexta-feira e passará alguns dias de repouso. A expectativa é de retomada dos trabalhos no Palmeiras, acompanhando os treinos na Academia de Futebol, na próxima semana, dependendo da evolução de sua recuperação.

Técnico do Palmeiras recebeu alta nesta sexta-feira e ficará alguns dias em casa, de repouso (Reprodução/Instagram)
Técnico do Palmeiras recebeu alta nesta sexta-feira e ficará alguns dias em casa, de repouso (Reprodução/Instagram)
Foto: Lance!

A intervenção cirúrgica ocorreu no Hospital São Luiz, e fez o treinador perder, por enquanto, somente a chance de assistir pessoalmente às avaliações físicas do elenco nos gramados. A partir de quarta-feira, estarão liberados os trabalhos com bola e, independentemente da presença de Vanderlei Luxemburgo, o auxiliar Maurício Copertino estará na Academia.Luxemburgo teve uma crise na vesícula na semana passada, queixando-se de muita dor, e a primeira recomendação foi de cirurgia. Fez uma consulta para ter uma segunda opinião, do médico Alexander Morrell, que reforçou a necessidade da retirada do órgão e foi o responsável por realizar o procedimento nesta manhã.

Apesar da crise na vesícula na última quinta-feira, Vanderlei Luxemburgo esteve presente no primeiro dia de testes do Palmeiras nos campos da Academia de Futebol, na última terça-feira. Mas, assim como Antônio Mello, coordenador de preparação física, recebendo um acompanhamento particular.

A preocupação com os dois é por conta de um trecho da resolução do Governo de São Paulo, que aponta que "profissionais com idade a partir de 60 anos ou portadores de doenças crônicas não devem participar dos treinamentos". O clube entendeu que é uma recomendação e, como considera Luxemburgo (68 anos de idade) e Antônio Mello (72) fundamentais, optou por um monitoramento em ambos, que passaram por testes de detecção da COVID-19.

Vanderlei Luxemburgo e Antônio Mello fazem parte do restrito grupo de pessoas liberadas para circular nas dependências da Academia. Há apenas profissionais considerados essenciais, sem imprensa. Todos seguem diretrizes compiladas em um manual de boas práticas elaborado pelo Núcleo de Saúde e Performance do clube com profissionais do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH) do Hospital Sírio Libanês.

Veja também:

Editor do L! aponta Fla, Inter e Galo como postulantes ao título do Brasileirão
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade