0

Lugano reclama de série de erros contra o Tricolor: 'Parece estratégico'

Após protestar duramente contra a arbitragem após o clássico deste sábado, dirigente do São Paulo falou na zona mista e, a exemplo de Raí, fez críticas contundentes sobre os erros

15 fev 2020
23h07
  • separator
  • 0
  • comentários

O pós-jogo do empate em 0 a 0 do clássico entre São Paulo e Corinthians foi quente, principalmente do lado são-paulino, que protestou veementemente contra a atuação da arbitragem de Douglas Marques das Flores. Diego Lugano, dirigente do clube, foi um dos mais exaltados, precisou ser contido pela PM e depois falou com os jornalistas na zona mista do Morumbi.

Lugano falou com a imprensa sobre os erros de arbitragem contra o clube (Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium)
Lugano falou com a imprensa sobre os erros de arbitragem contra o clube (Foto: Eduardo Carmim/Photo Premium)
Foto: Lance!

Para o ídolo tricolor, a sequência de erros contra o São Paulo não é uma novidade nos últimos anos e parece até ser estratégica. Além disso, ele acredita que o fato de o time não conseguir ser superior aos rivais recentemente ajuda a ter esses equívocos, que são reclamados por todos que vivem no clube.

- A sequência de erros decisivos contra o São paulo é incrível, não só nos últimos três jogos, ano passado, ano retrasado, é pênalti mal marcado, expulsões... Tudo em momentos chave do jogo, do campeonato, parece até ser estratégico. A gente fica muito preocupado, desesperado, mas precisamos trabalhar, jogar bola, não será a primeira vez que o time vence mesmo com erros contra, se você é muito superior ao rival, você vence igual. O São Paulo, nos últimos anos, realmente não conseguiu ser muito superior aos rivais, detalhes que fazem diferença - declarou o uruguaio.Lugano afirmou que, se estivesse jogando, faria exatamente o que os jogadores fizeram, mas ressaltou que o maior problema não é a arbitragem deste sábado em si, mas o que tem acontecido constantemente nas escalações. Para o dirigente, Douglas Marques das Flores foi correto em grande parte do jogo.

- Minha atitude seria igual (se estivesse em campo), os jogadores do São Paulo também ficaram decepcionados, não só com o jogo de hoje, mas pela sequência. O jogo de hoje, tirando as últimas três faltas que não foram para o Corinthians e ele apitou na beira da área do São Paulo, ele foi até correto. Mas é a sequência que desgasta, são os jogadores que estão mais desesperados, porque não adianta ser superior ao rival, tem que também ter sorte com as decisões (dos árbitros) - analisou o ex-zagueiro.

Sobre o protesto contundente após o a partida, em que teve que ser contido pela Polícia Militar na entrada dos vestiários dos árbitros, Lugano disse não ter falado nada demais, e que as cobranças foram com muito respeito.

- Com muito respeito, falamos para que ele veja a televisão, que nos últimos quatro lances do jogo ele errou, foram lances fundamentais. Com todo respeito tentamos falar para ele ver, refletir, que não é a primeira vez que acontece isso contra o São Paulo - disse o uruguaio.

No entanto, não foi isso que o árbitro ouviu quando entrava em seu vestiário. Na súmula divulgada após a partida, Douglas Marques das Flores escreveu os insultos que recebeu dos dirigentes são-paulinos, principalmente de Lugano.

"Informo que ao sair do campo de jogo e já estando presente no corredor de acesso ao vestiário dos árbitros, a equipe de arbitragem foi parada por dirigentes da equipe do São Paulo FC, onde foi identificado os senhores: Diego Alfredo Lugano Moreno, que proferiu as seguintes palavras 'safados, filho da puta', e Fernando Bracalle Ambrogi, que proferiu as seguintes palavras 'Agora vocês chamam a polícia, trabalhamos a semana inteira pra você vir aqui e fazer isso'. Informo ainda que foi necessário a intervenção da Polícia Militar"

Veja também:

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade