5 eventos ao vivo

Lisca fica 'pistola' e chama arbitragem do clássico contra o Atlético-MG de 'pipoqueira'

O treinador do América-MG questionou principalmente uma jogada em que o zagueiro Junior Alonso fez em Ademir, levando apenas o cartão amarelo

6 ago 2020
16h39
atualizado às 19h59
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator

O América-MG saiu de campo após a derrota por 3 a 0 para o Atlético-MG, pelo jogo de volta das semifinais do Mineiro, "pistola" com a arbitragem.

Apesar do placar elástico, o técnico Lisca viu interferência direta do árbitro Felipe Fernandes de Lima no resultado final do jogo. A reclamação do treinador do Coelho se concentra em um suposto pênalti de Réver, em que a bola teria batido em sua mão e em uma falta cometida por Junior Alonso em Ademir, que teve apenas o cartão amarelo como punição.

Na visão de Lisca, Ademir está em direção ao gol, com chance clara de marcar, sendo impedido pelo zagueiro atleticano, o que teria de gerar um cartão vermelho. O comandante do Coelho não poupou Felipe Fernandes de Lima, chamando-o de "pipoqueiro" por não punir Alonso.

-Perder de três a zero e falar da arbitragem é difícil, mas hoje eu vi uma das maiores pipocadas da história do futebol mineiro. Senhor Felipe, o senhor é pipoqueiro, você e seu trio de arbitragem, porque a justificativa que foi dada para mim é que ele tinha um zagueiro na cobertura-disse Lisca, que prosseguiu:

- Eu acabei de ver o lance, mas não tinha ninguém na cobertura, nem minha mãe, nem meu pai, nem ninguém, foi uma vergonha o que eu vi aqui hoje, uma vergonha! Não pode uma arbitragem do nível para semifinal de Campeonato Mineiro não ter, desculpa a palavra, culhão para expulsar um jogador do Atlético Mineiro com dois minutos, que mudaria totalmente a partida. O meu jogador já tinha tomado a frente, estava em direção ao gol, o Junior (Alonso) puxou com os dois braços, era o último homem, não tinha cobertura nenhuma, clara e manifesta situação de gol, o Ademir é muito rápido, jamais o Júnior (Alonso) iria pegar ele. Então, senhor Felipe, lamentável o que o senhor fez, o senhor não tem condições de apitar, o senhor não tem coragem de apitar o que é o jogo, lamento muito por você, lamento muito mesmo porque você estragou o jogo, você não teve coragem para apitar o que é a regra da partida. Depois mais um lance de segundo amarelo para o senhor Júnior (Alonso), na minha frente, mas ele já tinha amarelo, então o senhor Felipe, ele veio para. Meu Deus do céu, gente! Mas aí no segundo já não dava para reclamar. Não, estava 0 a 0 ainda e era o segundo lance, segundo cartão no Ademir, uma falta fortíssima na minha frente, de amarelo, ele já tinha o amarelo-comentou o treinador, que disparou ainda contra o VAR.

-Então, meu amigo, é difícil, já é difícil jogar contra o Atlético, e jogar contra 14, mais o pessoal do VAR, aí é muito complicado-concluiu.

O América-MG de Lisca volta a campo no próximo sábado,8 de agosto, contra a Ponte Preta, às 21h , em São Paulo, pela primeira rodada do Campeonato Brasileiro da Série B.

Lisca ficou na bronca com a arbitragem (Mourão Panda/América-MG)
Lisca ficou na bronca com a arbitragem (Mourão Panda/América-MG)
Foto: Lance!

Veja também:

Resumão do Mercado - #2
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade