0

Líder em passes certos e desarmes, Richard vive melhor fase no Flu

Jogador chegou ao Tricolor em negociação que também envolvia o atacante Robinho e hoje é titular indiscutível de Abel

19 mai 2018
07h33
atualizado às 07h33
  • separator
  • comentários

O jeito manso e o tom baixo na fala denunciam a timidez de Richard, mas, em campo, neste início de Campeonato Brasileiro, o volante tem ganho os holofotes. Líder de passes certos, com 223, e de desarmes, com 11, o camisa 25, que se tornou peça importante no esquema do técnico Abel Braga, talvez, viva a melhor fase desde que chegou às Laranjeiras - no meio do ano passado.

Envolvido em negociação que também fez o atacante Robinho desembarcar no Tricolor, o volante ganhou a confiança do treinador, que já o elogiou em oportunidades anteriores. Richard, porém, ressalta que é o trabalho no dia a dia que fará com que ele permaneça na equipe.

- Fico feliz pelos elogios do abel, mas tenho a opinião de quem se escala é o jogador. Abel é muito transparente no que fala conosco. Quando tiver treinando bem, vai ser escalado. Então, tenho trabalhado e buscado isso, me aperfeiçoar a cada jogo. Vou errar, sou humano, mas estou sempre procurando trabalhar e acertar para ajudar o Fluminense. Sempre em silêncio. E deixar que o trabalho, os títulos e meus objetivos falem por mim. Acho que isso é importante - afirmou ao L!.

E dessa forma silenciosa e "comendo pelas beiradas", Richard ganhou espaço e confiança. Agora, quer manter o desempenho para não dar chances à concorrência. Contra o Atlético-PR, terá mais uma chance de agradar o Abelão.

Richard durante sua apresentação no Fluminense, ano passado (Foto: Lucas Merçon/Fluminense F.C.)

O camisa 25 exaltou a fase pela qual passa o time do Fluminense. Apesar da derrota na última rodada, 2 a 1 no clássico com o Botafogo, Richard lembrou que os comandados de Abel Braga tiveram um bom desempenho no confronto e que alguns detalhes separa o Tricolor de uma sequência melhor no Brasileiro.

- Estamos com sete pontos no campeonato (Brasileiro) e passamos de fase na Sul-Americana. Perdemos o clássico, mas, assim como foi contra o Corinthians, foi um jogo parelho. Tivemos oportunidade de ganhar, mas não matamos o jogo - lembrou ele, que completou:

- Única coisa que esta faltando é esse ultimo passe, a última finalização para concretizar em gol. Tenho certeza de que quando a bola começar a entrar mais, vamos estar na parte de cima, que é o nosso objetivo. É continuar tralhando.

Contra o Botafogo, o Fluminense finalizou 20 vezes - o maior número até aqui na competição nacional. O fato, inclusive, fez com que Abel Braga afirmasse estar orgulhoso da equipe, mesmo com o resultado tendo sido negativo.

Bate-bola:

Você é volante. Imaginava liderar o ranking de passes certos do Fluminense no Brasileiro?

A gente sonha e trabalha para acontecer isso que tem acontecido. É fruto do trabalho. Fico muito feliz de estar fazendo parte disso. Quem tem a ganhar é o Fluminense. Continuar nessa pegada que temos muita coisa a colher ainda.

Outro quesito que você está na ponta é em desarmes. Como avalia esse seu momento?

É um quesito que tenho trabalhado para cada jogo melhorar. Quando mmais eu acertar passe e roubar as bolas para dar para os meias e atacantes, mais próximo do gol a gente vai estar.

Lance!
  • separator
  • comentários
publicidade