0

Líder dentro e fora de campo, Nenê se firma e já faz a diferença no Flu

Aos 38 anos, experiente meia mostra que ainda tem muita lenha para queimar, participando diretamente dos últimos três gols da equipe

9 set 2019
08h04
atualizado às 08h04
  • separator
  • 0
  • comentários

Apesar do momento conturbado do Fluminense, o meia Nenê vem se destacando com a camisa tricolor. Diante do Fortaleza, o jogador de 38 anos esteve em campo durante toda a partida, situação comum nos últimos quatro jogos, e deu a assistência para o gol de João Pedro, que valeu a vitória para o time.

Com habilidade na perna esquerda, Nenê vem se destacando pelo Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
Com habilidade na perna esquerda, Nenê vem se destacando pelo Fluminense (Foto: Lucas Merçon/Fluminense)
Foto: Lance!

A verdade é que se tem bola na rede, tem participação de Nenê. Ao todo, o jogador disputou sete partidas pelo Fluminense. Com ele em campo, a equipe marcou cinco gols, e em três, teve o experiente meia na jogada, que só não contribuiu no gol de Pedro, na derrota para o Vasco, e no gol contra de Natanael, na vitória sobre o Internacional.

TABELA
Confira a classificação do Campeonato Brasileiro

Na derrota por 2 a 1 para o Atlético-MG, marcou o seu primeiro e, até então, o único gol pelo Tricolor. Diante do Corinthians, pela Copa Sul-Americana, cobrou a falta que encontrou a cabeça de Pablo Dyego. Agora, no confronto com o Fortaleza, deu o passe para a Joia de Xerém marcar para o Fluminense e garantir os três pontos para o time.

- Vitória fundamental pra todos nós. Precisamos trabalhar e acreditar. Assim, passo a passo, mudaremos a nossa situação na competição - disse Nenê.

Liderança fora de campo

Por conta da sua experiência e personalidade, Nenê já se tornou um dos líderes do elenco, mesmo com pouco tempo de clube. Tanto que o meia esteve presente nas duas reuniões com os torcedores, que aconteceram na semana anterior, no CT Pedro Antônio.

O passado Cruz-Maltino e a idade avançada, circunstâncias que causaram uma certa desconfiança, foram superadas pelo meia dentro de campo. Contra o Fortaleza, o Fluminense e o próprio Nenê, não fizeram uma grande partida tecnicamente.

Apesar disso, ele não se escondeu e foi o jogador tricolor com maior posse de bola, com 6,19% do tempo, perdendo apenas para Juan Quintero (8,09%), Jackson (7,2%) e Bruno Melo (6,7%), que são jogadores da linha defensiva do Fortaleza. Os dados foram coletados do site FootStats.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade