2 eventos ao vivo

Léo Pereira comemora primeiro gol na Copinha e projeta futuro da equipe

Atacante começou a competição na reserva, mas ganhou a titularidade no final da primeira fase e marcou o primeiro tento dele na competição na vitória diante do Cuiabá

12 jan 2020
15h05
atualizado às 15h05
  • separator
  • 0
  • comentários

O ano de 2019 já terminou de forma especial para o atacante Léo Pereira, sub-20 do Corinthians, com boa participação na Copa RS e até sendo relacionado para jogos da equipe principal na reta final do Campeonato Brasileiro. E o início de 2020 não é diferente: apesar de começar a competição como opção no banco de reservas, o camisa 21 assumiu a titularidade na última rodada da primeira fase e jogou bem na primeira partida da fase de mata-mata, no último sábado, quando balançou as redes pela primeira vez na competição.

Léo Pereira comemorou o primeiro tento na Copinha (Foto: Rodrigo Gazannel/Agência Corinthians)
Léo Pereira comemorou o primeiro tento na Copinha (Foto: Rodrigo Gazannel/Agência Corinthians)
Foto: Lance!

- É uma sensação de muita felicidade. Esperei tanto para fazer um gol e ele chegou na hora certa. É muito gratificante poder ajudar minha equipe com isso - disse o atacante.

Léo Pereira desde 2019 é um dos pilares da equipe comandada por Dyego Coelho, em especial na campanha que terminou nas semifinais do Campeonato Brasileiro Sub-20. O momento de maior destaque do atleta foi nas quartas de final do nacional, quando marcou duas vezes e eliminou o São Paulo em partida no Parque São Jorge.

- Acho que além da parte ofensiva em que venho bem desde o ano passado, a força física e a movimentação sem bola foram diferenciais para ele me colocar em campo. Só posso agradecer ao professor Coelho por me dar essa oportunidade e buscar corresponder às expectativas para me manter no time.

O Corinthians volta a campo já nesta segunda-feira (13), às 20h, diante do Juventude na terceira fase da maior competição de base do país. Léo Pereira, porém, viverá uma sensação diferente. Suspenso, terá que torcer fora das quatro linhas pelos companheiros.

- Com certeza vai ser muito difícil assistir de fora. É um momento decisivo e eu queria estar ali também, mas faz parte, é situação de jogo. Vou torcer muito pelos meus companheiros, tenho certeza que eles vão dar conta do recado e estarei de volta na próxima fase - finalizou.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade