2 eventos ao vivo
Logo do Cruzeiro
Foto: terra

Cruzeiro

Léo é suspenso e Mano Menezes é advertido em julgamento do clássico

Zagueiro do Cruzeiro leva gancho de dois jogos e técnico pode pagar de R$100 a R$100 mil. No caso, o lateral Edilson e Atlético-MG são liberados da confusão

13 mar 2018
23h00
atualizado às 23h51
  • separator
  • comentários

O clássico entre Cruzeiro e Atlético-MG terminou 4 de março pelo Campeonato Mineiro, no Indepedência, mas no Tribunal o jogo ainda rende. Na noite desta terça-feira, o zagueiro Léo, do Cruzeiro, foi julgado, no Tribunal de Justiça Desportiva de Minas Gerais, por agredir fisicamente o atacante do Atlético-MG, Ricardo Oliveira. Segundo regulamento, a suspensão do jogador é de quatro a 12 jogos. Além do caso do atleta, o técnico Mano Menezes, o lateral Edilson e o clube do Galo também foram julgados.

Léo é suspenso por dois jogos (Foto: Washington Alves/Light Press)
Léo é suspenso por dois jogos (Foto: Washington Alves/Light Press)
Foto: LANCE!

A votação ficou definida: suspensão de Léo por duas partidas. A Comissão desqualificou a denúncia do artigo que trata de agressão para o artigo 250, que trata de "ato hostil". O clube mineiro pode pedir efeito suspensivo no TJD, mas avaliará situação.

Além do zagueiro, o técnico Mano Menezes também foi julgado por discutir com torcedores atleticanos e fez um gesto com as mãos que, segundo a denúncia, insinuava "roubo" por parte da arbitragem. A pena prevista para o artigo é de multa de R$ 100 a R$ 100 mil e suspensão de um a seis jogos.

O lateral-direito do Cruzeiro, Edilson também foi denunciado por ter feito uma entrada perigosa no atleta do Galo, que culminou em sua expulsão. Entretanto, todos entenderam que lance era simples e jogador cumprirá suspensão automática.

Se vendo em situações delicadas, o Cruzeiro denunciou o Atlético-MG por torcedores terem arremessado copo em direção ao gramado. A multa prevista é de R$ 100 a R$ 100 mil. Ao final, a defesa do Galo conseguiu provar que o torcedor foi identificado, e foi absolvido por unanimidade.

LANCE!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade
publicidade