0

Lateral do Barcelona B que agrediu fã diz ter sofrido com racismo

Wagué acertou o rosto de um torcedor na derrota por 1 a 0 para o Ejea, em jogo do Grupo III da Segunda Divisão. Jogador afirma que reação foi após ser alvo de cânticos racistas

21 jan 2019
17h32
atualizado às 17h41
  • separator
  • comentários

Jogador do Barcelona B, Moussa Wagué foi expulso no fim de semana após agredir um torcedor do Ejea, em duelo da 21ª rodada do Grupo III da Segunda Divisão. Nesta segunda-feira, o lateral-direito desculpou-se ao fã e ao clube adversário pela sua atitude, mas afirmou que cometeu a infração por ter recebido comentários racistas.

- Quero expressar minhas mais sinceras desculpas ao Ejea e ao torcedor do mesmo clube pela conduta que tive durante a partida de ontem (domingo). Em um momento de nervosismo, quando estávamos perdendo e tentando voltar ao jogo, não tive uma atitude correta, eu reconheço isso. Quero reiterar minhas desculpas por isso - postou o jogador, de 20 anos, em suas redes sociais:

Wagué levou o vermelho na reta final da partida (Foto: Reprodução / Instagram)
Wagué levou o vermelho na reta final da partida (Foto: Reprodução / Instagram)
Foto: Lance!

- Quero denunciar também que minha ação, tentando pegar a bola de um torcedor para arremessar o lateral rapidamente, acontece depois de ser alvo de numerosos e reiterados insultos e cânticos racistas que não se devem tolerar nunca em um campo de futebol.

O lance ocorreu aos 36 da etapa final. Wagué acertou o rosto do torcedor, que segurou a bola para retardar a cobrança de lateral. Por conta da agressão, ele recebeu cartão vermelho.

O árbitro Gorka Mazo Maruri colocou na súmula que Wagué foi excluído por 'acertar um espectador no rosto ao tentar pega a bola, enquanto ela não estava em jogo'.

O jogo terminou com vitória do Ejea por 1 a 0 sobre o Barcelona B.

Lance!

compartilhe

comente

  • comentários
publicidade