0

LANCE! Espresso: Ao permitir a venda de mandos, a CBF desvaloriza o seu principal produto

CSA vendeu o mando de campo do duelo contra o Flamengo para a Capital Federal

16 mai 2019
08h53
  • separator
  • 3
  • comentários

O CSA começou o Campeonato Brasileiro como candidato ao rebaixamento, algo natural para um clube que ficou longe da Série A por 33 anos e que tem um dos orçamentos mais baixos entre os 20 concorrentes. Mas se existe uma força a ser usada nesta luta contra a degola é justamente o fato de disputar 19 partidas no estádio Rei Pelé, em Maceió. As primeiras rodadas logo mostraram isso, com o time azulino tirando pontos de Palmeiras e Santos, dois favoritos ao título.

CSA não jogará em casa contra o Flamengo (Rafael Melo/MyPhoto Press)
CSA não jogará em casa contra o Flamengo (Rafael Melo/MyPhoto Press)
Foto: Lance!

Porém, o CSA anunciou que vendeu o mando de campo da partida contra o Flamengo, no dia 12 de junho, que será realizada agora em Brasília, onde a torcida rubro-negra tem forte presença. A decisão causa desequilíbrio técnico que não pode ser ignorado mesmo em um campeonato longo como o Brasileirão. Além de favorecer outro postulante ao título, pode representar a perda de pontos que lá em dezembro (ou até antes) poderiam salvar o time alagoano de retornar à Série B.

A CBF libera a venda de até cinco mandos por clube, desde que não sejam nas cinco últimas rodadas. Mas os três pontos disputados têm o mesmo peso rodada a rodada, e o impacto na tabela é contínuo. Ao permitir estas negociações para salvar as finanças de clubes de menor expressão, a CBF desvaloriza, mais uma vez, o seu principal produto.

Quer ler mais opinião e informação todos os dias? O LANCE! Espresso é uma newsletter gratuita que chega de manhã ao seu e-mail, de segunda a sexta. É uma leitura rápida e saborosa como aquele cafezinho de todos os dias, que vai colocar você por dentro das principais notícias do esporte. A marca registrada do jornalismo do LANCE!, com análises especiais. Clique aqui e inscreva-se.

Lance!
  • separator
  • 3
  • comentários
publicidade