0

Julio Brant detona: 'Chega de brincadeira! Quem não convocar será punido pela Justiça na pessoa física'

Candidato de oposição à presidência do Vasco se pronunciou ao LANCE! sobre polêmica envolvendo convocação da segunda parte da eleição presidencial na semana que vem

10 jan 2018
19h14
atualizado às 19h14
  • separator
  • 0
  • comentários

Após a publicação pelo LANCE! no início da noite desta quarta-feira da polêmica envolvendo a convocação da eleição do Conselho Deliberativo que precisa acontecer, pelo estatuto, na semana que vem - até agora não foi e há um jogo de empurra-empurra conforme antecipado, o candidato Julio Brant, da chapa Sempre Vasco Livre, também foi procurado pela reportagem para falar sobre o caso. Firme, Brant afirmou exigir a reunião na Lagoa convocada como manda o estatuto - na primeira semana da segunda quinzena de janeiro, com antecedência de cinco dias (ou 48 horas se for invocada urgência).

Julio Brant venceu a primeira parte da eleição do Vasco não considerando a urna 7. Veja a galeria LANCE!
Julio Brant venceu a primeira parte da eleição do Vasco não considerando a urna 7. Veja a galeria LANCE!
Foto: David Nascimento/LANCE!Press / Lance!

- Chega de brincadeira! Já prejudicaram demais o clube. Exijo que a reunião na Lagoa seja convocada como manda o estatuto. Quem não convocar será punido pela Justiça na pessoa física. Não importa quem seja o responsável. Vou me certificar disso - declarou Julio Brant ao LANCE!.

Conforme lembrado por Julio Brant, a decisão atual vigente da juíza Maria Cecília Pinto Gonçalves, da 52ª Vara Cívil do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, datada do dia 16 de novembro, quando anulou os votos da urna 7 - sem estes votos, a chapa de Julio Brant (Sempre Vasco Livre) é a vencedora, com a chapa de Eurico Miranda (Reconstruindo o Vasco) em segundo lugar -, há a determinação de que o rito eleitoral seja seguido.

O próprio presidente foi intimado para cumprimento da decisão, cujo descumprimento poderá acarretar em uma multa pessoal de até R$ 50 mil. Itamar Ribeiro também foi intimado para cumprimento com a mesma possibilidade de multa de até o mesmo valor. Ficou determinado ainda que além da multa, descumprindo a decisão, "qualquer membro da mesa ou do Conselho que deixe de cumprir a presente decisão, poderá ser impedido de participar do processo eletivo, sem prejuízo da responsabilidade a ser apurada".

Vale lembrar que a eleição do Vasco é indireta. A eleição de novembro de 2017 foi a primeira parte, escolhendo chapas. A segunda, em um universo de 300 votantes, que define o presidente na semana que vem. Hoje, com a anulação da urna 7, a chapa de Julio Brant coloca 120 conselheiros eleitos no Deliberativo. A chapa de Eurico, vice, coloca 30. Os 150 eleitos se juntam a 150 natos, totalizando os 300 aptos a votar.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade