0

Jordan e Nike vão doar R$ 497 milhões contra o racismo

Dinheiro será oferecido pelos próximos 10 anos para instituições que atuam no combate contra injustiças. Movimento acontece após morte de George Floyd por policial branco

7 jun 2020
09h57
atualizado às 10h55
  • separator
  • 0
  • comentários
  • separator
Michael Jordan possui linha específica de tênis em parceria com a Nike (Foto: Reprodução)
Michael Jordan possui linha específica de tênis em parceria com a Nike (Foto: Reprodução)
Foto: LANCE!

Em meio a onda de protestos nos Estados Unidos por igualdade racial após a morte de George Floyd, Michael Jordan e a Nike, através da marca Jordan Brand, prometeram doar cerca de 100 milhões de dólares (R$ 497 milhões) pelos próximos 10 anos para instituições que atuam no combate da causa.

Craig WIlliams, presidente da marca, confirmou a ajuda financeira em comunicado.

"Jordan Brand somos nós, a comunidade negra. Até que o racismo enraizado que faz com que as instituições do nosso país falhem seja erradicado, continuaremos comprometidos em proteger e melhorar a vida dos negros".

A companhia foi criada para desenvolver tênis próprios para que o ex-atleta pudesse atuar em seus tempos de NBA. Hoje a marca vende os modelos de Air Jordan, visto como um calçado casual em diversas pessoas. No último ano, a empresa arrecadou 3,14 bilhões de dólares (R$ 15,6 bilhões, na atual cotação).

Veja também:

Veja quanto seu clube arrecadou com ST e bilheteria nesta década
Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade