0

Jogadores do Palmeiras elogiam campo e traçam estratégia no Allianz

Qualidade mantida é ressaltada depois do primeiro treinamento no gramado sintético do estádio e Gustavo Scarpa fala em aproveitar inexperiência de rivais em campo artificial

12 fev 2020
21h37
atualizado às 21h37
  • separator
  • 0
  • comentários

O primeiro treinamento na grama sintética do Allianz Parque comprovou a esperada qualidade e padrão mantido, independentemente do clima, e já dá para imaginar as vantagens do Palmeiras jogando em casa. Essa foi a conclusão dos atletas depois da atividade desta quarta-feira, com Gustavo Scarpa apontando que, agora, a estratégia deve ser decidir logo as partidas na arena.

Gustavo Scarpa quer aproveitar inexperiência de adversários em gramado sintético (Agência Palmeiras/Divulgação)
Gustavo Scarpa quer aproveitar inexperiência de adversários em gramado sintético (Agência Palmeiras/Divulgação)
Foto: Lance!

- Precisamos fazer valer a inexperiência dos adversários no nosso campo e procurar o resultado logo no começo do jogo, porque, no segundo tempo, geralmente a equipe acaba se adaptando. Temos de tirar o máximo de vantagem em cima disso - falou o meia para a TV Palmeiras
- A primeira impressão é muito boa. A qualidade da grama é excelente, e esperamos que isso venha nos ajudar. Precisamos treinar algumas vezes antes de disputar uma partida aqui, mas fará muito bem para a nossa equipe. Estádio lotado já ajuda. Um campo extremamente qualificado ajuda mais - prosseguiu.

Depois da atividade comandada por Vanderlei Luxemburgo, todos os jogadores destacaram a necessidade de adaptação ao novo piso. Já foi confirmado mais um treinamento no estádio, aberto para sócio-torcedores do clube, na manhã de sexta-feira. A primeira partida oficial no campo sintético está marcada para 16h de domingo, contra o Mirassol, pelo Campeonato Paulista.

- Gosto bastante. É um gramado regular. Independentemente do momento do jogo, será sempre esse gramado, sem problema de buraco ou mudança se chover. Sofríamos um pouco com o antigo gramado, até pelos shows também. É lógico que, por ser o primeiro treino, tem a questão de adaptação, com borrachinha, areira, tudo. Mas a mudança vem para ajudar. Melhora tecnicamente e nos faz jogar melhor - elogiou Raphael Veiga, que atuou frequentemente em campo sintético pelo Athletico-PR, em 2018.

- O primeiro contato com o gramado nos deixou muito contentes. O antigo gramado, às vezes, era um pouco irregular, não mantinha um padrão. Agora, será um benefício muito bacana. Tem o processo de adaptação, mas tenho certeza de que será bem rápido. Com o novo gramado, esperamos muitas vitórias e, sem dúvida, títulos - apostou o volante Bruno Henrique.

Lance!
  • separator
  • 0
  • comentários
publicidade